• Gustavo Candiota

15 dicas para sobreviver aos gastos de fim de ano. E iniciar bem o próximo.

Atualizado: 29 de Jan de 2020

Confraternizações quase todos os dias. Festa da empresa. Amigo secreto entre colegas, da família, da turma do colégio, da turma do exército, do pilates. Churrasco de fim de ano do pessoal do futebol, do tênis, da bocha, da pescaria. Viagens e deslocamento entre cidades, entre estados, entre países. Presentes de Natal, aniversariantes de dezembro. E logo ali na frente, em janeiro... IPVA, IPTU, IPtudo. Como proteger seu orçamento do completo caos financeiro nas próximas semanas?


Blog do Câmbio te ajuda! Vamos às dicas para você sobreviver a esse período que transforma as faturas de cartão de crédito e boletos em verdadeiros filmes de terror para o nosso bolso (e cérebro). O saldo precisa ser positivo no final. Para tanto:


  1. Venda itens sem uso em sua casa, roupas e eletrônicos, artigos esportivos, relíquias que podem interessar colecionadores. Nos aplicativos relacionados ou sites como Mercado Livre é bem fácil.

  2. Cozinhe mais, mesmo que você não tenha o dom. Chega de buffets e jantares à lá carte! Leve uma marmita para seu trabalho.

  3. Corte assinaturas de TV, filmes, revistas, jornais, Spotify. Se você não consegue viver sem, reuna amigos ou familiares e opte pelos "planos família".

  4. Chame um eletricista para avaliar quais aparelhos de sua casa consomem mais luz do que o normal. Troque todas as lâmpadas pelas LED econômicas. Desligue tudo que fica com a luzinha do "stand by".

  5. Fale com seu banco para eliminar despesas bancárias como anuidades de cartão, taxas de ted, de manutenção mensal, "renovação" de cadastro, de boleto. Troque de instituição financeira, se necessário. Os novos bancos digitais são excelentes alternativas, alguns completamente isentos de tarifas, como o Banco Inter.