• Gustavo Candiota

Dólar na menor cotação do ano. Até onde vai a queda?


Viajantes empolgados com o comportamento do câmbio nos últimos meses. A proximidade das férias de fim de ano com a queda do dólar é uma combinação muito boa para quem tem planos de viajar ao exterior.

Mas a pergunta que fica é: até onde vai esta desvalorização da moeda norte-americana?

Não há como prever com exatidão, principalmente num horizonte distante. Porém, como já estamos próximos do fim do mês de outubro, já é possível ter uma idéia de preço ao final de dezembro. Por enquanto, a expectativa do mercado está dentro do que calculamos e estimamos em final de agosto, quando às vésperas do afastamento definitivo de Dilma Rousseff comentamos a respeito neste Blog. Nossa aposta era terminarmos 2016 entre 2.80 e 3.20. Veja post da época clicando aqui. Seguimos com a mesma estimativa.

Agora o mais difícil: até onde pode cair se pensarmos a partir de 2017?

Esta pergunta não tem resposta. O mercado é imprevisível, o Brasil ainda passa por seríssimas dificuldades econômicas e questões políticas. Ainda assim, as cotações de câmbio surpreenderam até os mais otimistas. Economistas revendo seus cálculos, Exportadores refazendo planejamentos, Importadores comemorando, "profetas do câmbio" se escondendo...