• Gustavo Candiota

Qual o câmbio mais vantajoso nos free shops de Rivera?

Atualizado: Jul 12


Hoje trazemos um assunto um pouco diferente dos tradicionais de nosso blog, visando os leitores que não estão pensando em viajar ao exterior, mas sim, querem dicas para fazer umas comprinhas nos Free Shops de Rivera, cidade fronteiriça com Santana do Livramento, no oeste do Rio Grande do Sul.

Ok, fazer compras em Free Shop terrestre não deixa de ser uma viagem para fora do país, mas apenas alguns metros além! Aproveitando, antes de mais nada, utilidade pública: Neste tipo de passeio, lembre-se de desligar o roaming internacional do seu celular! Se estiver ativado, mesmo que você esteja em um local onde as antenas brasileiras alcançam (alguns quarteirões Uruguai adentro), sua operadora vai automaticamente trocar para roaming e a conta virá mais cara no final do mês pois vão considerar que dados e voz foram utilizados no exterior. Espertos não?

Diferente do que muitos pensam, mesmo com o novo patamar do dólar, acima de R$ 3, ainda é bastante vantajoso fazer compras em Free Shops de fronteira. Muito mais do que nos de aeroportos!


Respondendo a pergunta do título, vamos então às quatro maneiras que você pode fazer câmbio para realizar compras nas muitas lojas desta que é considerada a melhor região de Free Shops do país:

  1. Comprar com pesos uruguaios adquiridos nas casas de câmbio brasileiras;

  2. Comprar com dólares americanos adquiridos nas casas de câmbio brasileiras;

  3. Comprar com REAIS;

  4. Comprar com seu cartão de crédito brasileiro.

Na humilde opinião do autor deste Blog, não só por seu conhecimento em câmbio mas pelas muitas idas a Rivera, ficamos com a alternativa 3: comprar com REAIS.

Por quê?

O câmbio que as lojas praticam nos Free Shops costuma ser ligeiramente acima do comercial, em torno de 5 centavos a mais. Vale a pena pois se você faz câmbio de dólares no Brasil está perdendo aproximadamente 5% na operação, se faz câmbio de Pesos uruguaios perde quase 10% e, por ultimo e pior dos mundos: Se compra com cartão de crédito está convertendo dólares para reais em um câmbio ruim e ainda paga 6.38% de IOF. "ah mas daí eu ganho milhas." Gente, tentem não se ater tanto a esta "vantagem de ganhar milhas", pois é algo um tanto quanto ilusório. De que adianta ganhar milhas com cartão se você, com ele, gasta muito mais em câmbio e impostos do que usando moeda? Se somar as compras de um ano inteiro que geraram milhas, o que seria economizado sem usar esta modalidade de pagamento daria uma viagem inteira! Sem exageros!



Aproveitando o assunto, um alerta! Retornando ao Brasil por via terrestre você tem isenção de impostos alfandegários para compras até U$ 300, menos do que pela via aérea, que é U$ 500! É este valor em compras ou:

a) bebidas alcoólicas: 12 litros, no total; b) cigarros: 10 maços, no total, contendo, cada um, 20 unidades; c) charutos ou cigarrilhas: 25 unidades, no total; d) fumo: 250 gramas, no total; e) bens não relacionados nos itens “a” a “d” (souvenirs e pequenos presentes), de valor unitário inferior a US$ 5,00: 20 unidades, no total, desde que não haja mais do que 10 unidades idênticas; f) bens não relacionados nos itens“a” a “e”: 10 unidades, no total, desde que não haja mais do que 3 unidades idênticas