• Gustavo Candiota

Câmbio em cartão pré-pago. Ainda vale a pena?

Atualizado: Ago 11


Até o final do ano de 2013, esta modalidade de câmbio era disparada a melhor alternativa. Econômica, conveniente e segura. Mas quando o governo elevou sua alíquota de IOF em +6%, perdeu seu valor. Ou será que não?


Atualização!

Assista ao vídeo abaixo, gravado em 11/08/2021.



A pergunta acima é feita por muitos nos dias de hoje. Outros nem a fazem e já saem comprando espécie para economizar (bastante). Outros já têm a resposta e alguns acham que têm. Além disso, é possível ver diversos agentes de câmbio sempre defendendo seu uso, em qualquer situação "em que o cliente deseja segurança da moeda". Não é bem assim. Os profissionais precisam ser sempre honestos com seus clientes ou, se são sempre honestos, precisam estar atualizados sobre o que pode ter mudado em cada modalidade de câmbio.

Sugerir câmbio em cartão pré-pago, ou "carregar um VTM" como os viajantes costumam falar, pode ser interessante mas em alguns casos específicos que variam de acordo com o perfil de quem está cotando e conforme as opções que ele possui, seja em sua carteira, seja no exterior, ou em seu próprio banco. O tipo de viagem que está por fazer também é algo que pode influenciar a decisão. Do contrário, se compararmos o imposto com o de espécie, ainda mais se o volume de moeda for grande, o prejuízo é tamanho que ninguém vai querer jogar dinheiro fora. Sim, fora, porque, convenhamos, nos dias de hoje pagar imposto é jogar dinheiro fora, uma vez que nada retorna em benefícios para a população. Mas vejam bem, não estamos recomendando SONEGAR impostos, isto é crime contra o sistema financeiro, estamos falando em escolher a melhor alternativa para EVITAR (legalmente) impostos.

Então para facilitar, colocamos abaixo quando ainda é válido carregar um VTM e quando não é mais:

VTM É SUGERIDO SE:

  1. Seu cartão de crédito possui um câmbio muito acima do dólar comercial e dá poucos benefícios ao utilizá-lo;

  2. Seu cartão de crédito tem baixo limite para compras;

  3. Seu cartão de crédito ainda não possui travamento de câmbio no dia da compra (alguns já têm esse recurso);

  4. Você deseja fazer um melhor controle de gastos da viagem;

  5. Seu filho está indo morar no exterior e você precisa controlar seu consumo, fazendo depósitos mensais;

  6. Você mora no exterior e precisa de um meio rápido para receber pequenas quantias;

  7. Você é uma pessoa atrapalhada e há chances altas de perder o dinheiro antes ou durante a viagem.

VTM NÃO É RECOMENDADO SE: