• Gustavo Candiota

Como saber qual o melhor plano de seguro viagem para meu perfil?

Atualizado: Mar 23


Ok, você já está no grupo dos viajantes sensatos que nunca embarcam para o exterior sem seguro. Você é uma pessoa precavida, preocupa-se com sua saúde e a de sua família, não quer correr o risco de custos surpreendentes e altíssimos no exterior. Ja cansou de ver os alertas padrão das agências que insistem: "Nunca embarque sem seguro viagem". Você já está convencido que precisa, sempre, em todas as viagens.

Mas.... QUAL seguro você precisa? De qual cobertura em dólares? Que cubra quais tipos de sinistros? Esta pergunta é mais difícil de responder. Aqui no Blog do Câmbio daremos a resposta.

O melhor plano de seguro viagem para seu perfil

Para tanto, primeiramente devemos fazer algumas perguntas.

  1. Você ou alguém do grupo tem mais de 75 anos?

  2. Você ou alguém do grupo possui alguma doença crônica ?

  3. Você ou alguém do grupo vai viajar com o objetivo de praticar esportes radicais ?

  4. O destino é um país desenvolvido ou de maior risco (para sua segurança) ?

  5. Você tem algum familiar próximo com grave doença que ficará no Brasil ?

  6. Há alguma pessoa grávida entre os passageiros?

Na nossa opinião, de um time que tem experiência não só em emissões mas também em acionamentos de assistência no exterior:

Se você respondeu sim para pelo menos 4 das perguntas acima, seu perfil é de maior risco e a apólice emitida precisa ser bastante ampla, com altas coberturas (pelo menos + U$ 70 mil) e com adicionais importantes como: furto para equipamentos eletrônicos, esportes perigosos, cancelamento de viagem, atendimento a gestantes, etc. Para passageiros extremamente cautelosos existem apólices que cobrem até U$ 1 milhão por evento, mas o preço é salgado e a chance de precisar tamanha cobertura é menor do que 0,01%. Ex: casos de doença gravíssima, internação, diversas cirurgias e mais de um mês na UTI.


Clique aqui e faça uma cotação!


Se você respondeu não para pelo menos 4 das perguntas acima, seu perfil é de baixo risco e a cobertura médica não precisa ultrapassar U$ 70 mil. Seguros de 40 mil dólares ou 40 mil euros já estão de bom tamanho, sem necessidade de contratar adicionais.

Se você está pensando sobre extravio de bagagem, sempre importante, a boa notícia é que todos cobrem, mas cuidado! Apenas alguns abrangem o chamado "dano à mala", que é quando você vai retirar a sua da esteira e encontra-a destruída.

Tome cuidado com duas coisas:

  1. Muitas agências vendem seguros viagem extremamente baratos para ganhar da concorrência. Como a probabilidade de sinistro gira em torno de 1%, não se preocupam com a possibilidade de você precisar de atendimento e não ter cobertura suficiente, pois sabem que a