• Gustavo Candiota

Principais dúvidas sobre vistos consulares. Esclareça aqui!

Atualizado: 19 de Dez de 2019


Questionamentos sobre vistos de entrada nos Estados Unidos, Canada, Australia, Inglaterra? Nesta entrevista com Saulo Bronfman, sócio da Sul Vistos, queremos esclarecer as principais. A Sul Vistos é uma das mais respeitadas empresas do ramo no Rio Grande Sul e possui taxa de aprovação de 99% nos consulados, seja para turismo, estudos ou trabalho.

Confira os principais trechos da conversa e fique à vontade para fazer outras perguntas nos comentários ao final do texto. Obrigado por visitar o Blog do Câmbio!

(1)

Blog do Câmbio: Quais são principais países que exigem visto de turismo? Quais os custos?

Saulo Bronfman: Os principais destinos turísticos que exigem visto são Estados Unidos, Canadá, Austrália, Japão, Índia e China. Para este último, a maior procura é do visto de negócios e não de turismo. Ao contrário do que normalmente pensamos, o passaporte brasileiro permite entrada sem visto à mais países do que à países que exigem visto. São aproximadamente 155 destinos com entrada livre, contra 43 países para os quais brasileiros necessitam solicitar um visto. O passaporte brasileiro ocupa a 11ª posição em um ranking que classifica o "poder" do passaporte de acordo com o número de países em que seus portadores podem entrar sem visto, juntamente com Argentina e Chile. Sobre os custos, ficamos à disposição para fazer um orçamento, através do email: sbronfman@sulvistos.com.br

(2)

Blog do Câmbio: Qual o motivo para alguns países exigirem visto dos visitantes e outros não?

Saulo: Em alguns casos trata-se de acordos e de reciprocidade diplomática, isto é, se o Brasil exige visto para cidadãos de um determinado país, este país também exigirá visto para cidadãos brasileiros, e vice-versa. Porém, o principal motivo é o controle de imigração e segurança de fronteiras. Cada país adota critérios diferentes para identificar o risco potencial de imigração de cidadãos de um determinada origem, como situação econômica do país, índice de aprovação de vistos e etc. Por exemplo, para que o Brasil participe do programa de isenção de vistos dos Estados Unidos, seria preciso, dentre outras exigências do governo americano, que o índice de recusa de vistos no país fosse de no máximo 3%.

(3)

Blog do Câmbio: Sabe-se que o visto americano de turismo é o mais solicitado do mundo. Quais os cuidados que o brasileiro deve ter ao solicitar e qual perfil pode ter mais risco de negativa?

Saulo: A lei de imigração americana diz que todo requerente de visto é um imigrante potencial até que prove o contrário. Desta forma, é importante que o consulado entenda que o motivo de viagem é de fato temporário, ou seja, que a pessoa não tem intenção de permanecer no país após o período permitido e que irá cumprir com todas as regras de determinado visto. Os critérios que normalmente são considerados nesta avaliação são os vínculos com o país de origem, podendo ser acadêmicos, profissionais ou familiares, bem como situação financeira e disponibilidade para realizar uma viagem aos EUA. A idade do solicitante, histórico de pedidos de vistos e/ou viagens ao exterior, além do propósito da viagem, também podem influenciar a decisão. É importante que o formulário de solicitação de visto seja preenchido da forma mais completa e correta possível, retratando de forma verdadeira a situação do requerente. Jovens estudantes ou recém formados, profissionais que trabalham de forma autônoma com pouca ou nenhuma forma de comprovar sua atividade econômica ou pessoas com uma disponibilidade financeira incompatível com o necessário para uma viagem ao exterior costumam ter maior risco de visto negado.

(4)

Blog do Câmbio: Ainda sobre o visto americano, eventuais trocas de nomes após visto já concedido (ex: divórcio) exigem nova emissão?

Saulo: Não é necessário que seja solicitado um novo visto nestes casos. Se a pessoa emitir um novo passaporte, com o nome atualizado e o visto estiver no passaporte antigo com o nome anterior, é importante, entretanto, que a pessoa além do passaporte com visto, leve consigo o documento que comprove esta troca, como certidão de casamento, por exemplo. Preferencialmente, este documento deve ser acompanhado de uma tradução para o idioma do país.

(5)

Blog do Câmbio: Quais são os países mais receptivos para emitir visto de trabalho a brasileiros?

Saulo: Alguns países como Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Irlanda, permitem que estudantes temporários trabalhem em carga horária parcial no país, porém o trabalho não pode ser o principal motivo da viagem. Os Estados Unidos possui alguns programas de intercâmbio de trabalho como Work and Travel, Internship/Trainee (para estudantes universitários) e Au Pair (babás). Nos casos de pedidos de visto específicos para trabalho, uma vez que todos os requisitos sejam cumpridos e que a documentação esteja de acordo, o que envolve documentos fornecidos e enviados pelas empresas no exterior, o processo do visto normalmente trata-se apenas de uma formalidade para entrada no país, e o risco de negativa é baixo.

(6)

Blog do Câmbio: Quais são os vistos de estudos mais emitidos? Qual a principal exigência para um país autorizar um estudante a residir nele?

Saulo: Os vistos de estudos mais buscados são para o Canadá, Austrália, Nova Zelândia, Estados Unidos e Portugal. De forma geral, é imprescindível que o requerente deixe claro que sua principal motivação para a viagem e pedido do visto são os estudos. É importante que o consulado verifique a necessidade do curso proposto e os benefícios que ele trará para a carreira acadêmica e profissional do requerente. Ainda, é preciso comprovar que possui recursos financeiros não só para o pagamento integral do curso e custos de deslocamento, mas também para o custeio de sua estadia no país: alimentação, moradia, transporte, etc.. Outros critérios como histórico de pedido de vistos e viagens ao exterior, vínculos e situação financeira no país de origem são considerados.

Quer uma assessoria especializada para solicitar seu visto e assim poder aguardar tranquilo a aprovação? Contrate a Sul Vistos. Envie email para sbronfman@sulvistos.com.br e solicite um orçamento. Não se aventure sozinho! Isto pode se transformar no famoso "O barato que sai caro."

Agradecemos ao Saulo pela entrevista concedida ao Blog do Câmbio.

Saulo Bronfman é Administrador de Empresas pela UFRGS e pós-graduado em Gestão de Vendas e Relacionamento pela ESPM.

www.sulvistos.com.br

sbronfman@sulvistos.com.br

#vistoamericano #duvidasvistosconsulares #vistocanadense #comotrabalharnoseua #vistoEUAtenhochance #custosvistoEUA #quaispaísesexigemvisto #possoterpassaporteevistocomnomesdiferentes #trocadenomevisto #melhorpaísparavistodetrabalho #vistodeestudoscomofazer #vistoamericanourgente #vistoB1eB2

0 visualização

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 55 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify