• Gustavo Candiota

Câmara e Senado renovados. Boa notícia para o câmbio?


Depois das eleições, quando vimos parte significativa da câmara de deputados e senado federal "oxigenados" com novos parlamentares, nos últimos dias presenciamos a manutenção da presidência do primeiro e renovação do segundo. Após horas e mais horas de tumulto e baixaria - nenhuma surpresa aqui - Renan Calheiros abandonou sua candidatura e o senador Davi Alcolumbre foi eleito com 42 votos de seus colegas.

A eleição de Alcolumbre para a presidência do Senado é positiva para o câmbio e para o país em geral, na nossa avaliação. Por um motivo bem simples: somando com a já anteriormente confirmada reeleição de Rodrigo Maia na câmara, também do DEM, partido aliado do novo Governo, Bolsonaro e sua equipe passam a ter mais chances nas votações importantíssimas que vêm pela frente no Congresso, principalmente: Aprovação de reformas, entre elas a da previdência. O otimisto de investidores estrangeiros pode aumentar, assim como o fluxo de capital rumo ao Brasil nos próximos dias. Resultado: com boas expectativas, podemos ver o câmbio em queda.

Congresso nacional e o dolar

Ainda assim, observamos cautela nos dias subsequentes, uma vez que o dólar mantém-se praticamente estável em relação ao real. Euro e libra também. Conforme já falamos anteriormente, estamos chegando num ponto em que os preços especulativos das moedas estão saindo de cena por um tempo. Agora o mercado quer ação. Resultados. Ou seja, as reformas precisam passar e com re