• Gustavo Candiota

Reforma da Previdência. Ainda há esperança?


Nunca na história do Blog do Câmbio, desde sua criação em 2016, repetimos tantas vezes as mesmas três palavras: Reforma da Previdência. Alguns leitores já não devem aguentar mais ler sobre a mesma coisa. No entanto, os que sabem de sua importância entendem o motivo de tantos comentários, opiniões e alertas relacionados.

A Reforma da Previdência é essencial não apenas para vermos o dólar, um dia, quem sabe, voltar a se aproximar dos R$ 3,00, mas também para que o Brasil seja economicamente viável para as próximas gerações. Conforme reforçado pelo Porta-voz da Presidência, general Otávio do Rêgo Barros,

"Temos duas opções: ou aprovamos a Nova Previdência ou mergulhamos num buraco sem fundo. Ninguém quer isso.".

Concordamos. É por aí.

Mas quais são as chances dela acontecer? Após prisão de Temer e ofensas dos filhos de Bolsonaro a Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos deputados, este ameaçou deixar a articulação para conseguir os muitos votos necessários. Só isso já fez o câmbio disparar na última semana. Apenas pela ameaça de uma figura fundamental dizer que vai deixar de ajudar na votação para a reforma. Imaginem então se não acontecer reforma. Seria uma tragédia grega para os olhos do mercado financeiro e investidores estrangeiros. Além disso, PT, PSOL, PDT e PC do B já declararam oficialmente que são totalmente contra, sem provavelmente sequer ter lido o projeto.

dolar e reforma da previdencia