• Gustavo Candiota

Call de Mercado - 5 de setembro


Bom Dia,

Ontem abrimos nosso Call dizendo: “Hoje é dia de recuperação dos ativos mundo afora”. E vamos abrir nosso Call de hoje com esta mesma frase hoje: Hoje é dia de recuperação dos ativos mundo afora. Poderíamos até dizer: e continua a recuperação...

O bom humor vem do mesmo lugar, Ásia. Mas o motivo é diferente: ontem foi o PMI chinês e o arrefecimento das tensões políticas em Hong Kong; hoje os ativos sobem em função de que autoridades chinesas e norte-americanas se encontrarão em Washington em outubro para uma nova rodada de negociações comerciais.

Mesmo com esta aparente melhora no “mood” internacional, devemos manter a cautela pois ainda não há uma tendência definida. As questões macro ainda não foram resolvidas (guerra comercial, recessão global, dívida dos emergentes,...), e podemos estar tendo apenas vivendo um alívio de curto prazo.

Se lá fora estamos vivendo uma espécie de lua-de-mel, por aqui a reforma da Previdência no Senado também tem ajudado. Ontem a CCJ aprovou o texto após as modificações do senador Tasso Jereissati, e a economia final do pacote deve ficar próxima à R$ 870 milhões. Agora a proposta vai ao plenário e precisa de 49 votos de um total de 81 senadores. A intenção é votá-la já na próxima semana.

O dólar fechou nesta quarta à R$ 4,105 e a queda no dia foi de quase 2%, e o Ibovespa subiu firme para fechar em 101.201 pontos.