• Ney Martini

Call de Mercado - 3 de Outubro


Bom Dia,

Os temores de uma recessão global continuam dominando o cenário.

Ontem os dados do mercado de trabalho dos EUA (o ADP) vieram abaixo do esperado (135 mil ante expectativa de 152 mil) e as bolsas norte-americanas sofreram fortes baixas: -1,86% no DJ, -1,79% no S&P e -1,56% na NASDAQ. Na Europa as quedas foram ainda piores, pois além do receio quanto a esta nova crise, a OMC (Organização Mundial do Comércio) autorizou os EUA a retaliarem a União Europeia em USD 7,5 bilhões por conta dos subsídios dos países do velho continente dados à fabricante de aviões Airbus.

Em evento na Califórnia, o presidente do Fed de NY, John Williams, falou: “o crescimento econômico global desacelerou, as disputas comerciais e outras tensões geopolíticas levaram a uma maior incerteza e isso parece ter contribuído para uma retração do investimento empresarial e do comércio entre as nações”. Ainda: “O Fed está lutando com o modelo de incerteza comercial e não temos tanta experiência com isso”.

Por aqui quem está acompanhando os efeitos de uma possível recessão global é o Ibovespa: ontem a queda foi de 2,9% (101.031 pontos), este sendo o menor nível desde o início de setembro.

E se nas bolsas o movimento é de queda, no mercado de moedas este movimento é o inverso: praticamente todas as moedas subiram frente à divisa norte-americana. Foi o que aconteceu por aqui: o real subiu (o dólar caiu 0,68%) e fechou à R$ 4,134. Perspectivas de juros mais baixos por conta dos fracos indicadores vindos de fora sinalizam uma menor taxa de juros por lá, o que favorece o fluxo pra cá (ainda pagamos 5,5%aa). Os próprios índices futuros de juros (divulgados pelo CME) já sinalizam uma probabilidade de 77% no corte dos juros do Fed na próxima reunião (e vejam o que disse John Williams acima, sublinhado).

Na agenda de hoje teremos o ISM de serviços (11hr), o PMI Markit composto (10h45), pedidos de auxílio-desemprego na semana e o discurso de mais um membro do Fed, tudo nos EUA. Por aqui, devemos ficar de olho em Brasília, onde a equipe econômica do governo está buscando alternativas para compensar as desonerações pelo Senado da reforma da Previdência.

O dia começa misto (algumas bolsas sobem e outras descem), mas sente-se que os ativos buscam recuperação após as fortes quedas de ontem. No mercado de moedas, o dólar continua perdendo força.

Amanhã tem Payroll.

Tenham Todos uma Ótima Quinta-feira!

Ney Martini

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader

e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável

pelas operações de câmbio e derivativos

Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

#calldemercado #morningcall #fxcorporate #forex #análiseeopinião #payroll #neymartini #dólarcomercial #mercadofinanceiro

8 visualizações

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Remessas expessas. Batemos a #transferwise !
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 55 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify