• Gustavo Candiota

Fim da guerra comercial pode derrubar o dólar?


A guerra comercial EUA x China ainda não parece estar próxima do fim. Ninguém sabe ao certo até onde vai. Otimistas falam que falta pouco. Pessimistas afirmam que durará anos. Nos viajantes internacionais fica a pergunta:

Um eventual fim da guerra comercial poderia derrubar o dólar aqui no Brasil?

E por "derrubar", podem ter certeza que estão falando em "dólar abaixo de 4 reais". A resposta é: sim e não. E pra nós, mais provável que não. Como já foi dito no Blog, a formação da taxa de câmbio sai de uma enorme combinação de fatores e especulação de mercado. Fatores domésticos e externos. Nos dias atuais, pensando no que ocorre fora do Brasil, sim, o que mais está influenciando a alta do dólar é a briga entre os dois gigantes. Se fizerem as pazes, deve ajudar a desvalorizar um pouco a divisa norte-americana pois investidores voltariam a ter algum "apetite por risco".

No entanto, os receios atuais dos grandes players não se devem apenas a isso, e sim, a diversas coisas.

No exterior:

  1. Chance de recessão nos EUA

  2. Chance de não haver mais cortes nos juros americanos (apesar de mais provável com recessão nos EUA)

  3. Desaquecimento da economia Européia

  4. Risco de hard-brexit (saída do Reino Unido do bloco Europeu sem acordo)

  5. Possibilidade de conflitos no Irã após ataques a uma petroleira saudita

No Brasil:

  1. Enrolação do Senado Federal para aprovar a Reforma da Previdência

  2. PIB 2019 muito tímido até o momento

  3. Diversas tentativas da oposição para derrubar Bolsonaro e ministros importantes

  4. Amadorismo e trapalhadas do PSL, com alguns dos membros do partido ainda tentando sabotar o governo

Observem que são muitas coisas para preocupar quem tira capital de aplicações seguras e traz para países emergentes, onde o risco é maior. E seria preciso termos de volta muito dinheiro que daqui saiu nos últimos 5 anos, gradativamente. Voltar a termos o "Grau de investimento" pelas agências de rating internacional ajudaria muito, inclusive para derrubar o câmbio a patamares ainda menores, como 3.50 e 3.10. Mas ainda estamos bem longe dessa possibilidade. Primeiro é preciso arrumar a casa, a começar pela previdência e depois reforma tributária.

Vale destacar também que quando se fala em EUA, a rede social Twitter influencia muito o câmbio e os mercados, a qualquer nova mensagem do presidente Trump, por onde constantemente publica seus pensamentos, decisões e blefes.

Tenham todos um ótimo final de semana.

Att

Gustavo Candiota

Diretor GC Prime Câmbio Inteligente

#guerracomercial #comprodólarouespero #EUAxChina #dólarcomercial #yuan #opiniãodólarfuturo #chancequedadólar #brexit

22 visualizações

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Câmbio on-line. Cotações em tempo real!
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 55 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify