• Ney Martini

Call de Mercado - 11 de Novembro


Bom Dia, A semana passada começou com a perspectiva de que o dólar se fixasse abaixo dos R$ 4,00 e o que vimos foi um fechamento na sexta-feira à R$ 4,163. Somente na quarta-feira, dia do primeiro leilão do pré-sal, a alta da moeda norte-americana foi de 2,2%, esta sendo a maior variação diária desde março. Na sexta-feira veio outra paulada (+1,8%) e a variação semanal do dólar fechou em +4,3% (a maior do ano). Os motivos de tal oscilação todos sabemos: o problema é que por trás da frustração pela falta de um fluxo de entrada de dólares, poderá vir uma pressão maior sobre o real, pois novembro e dezembro são tipicamente meses de saída de dólares. Isso sem falar na questão política: Lula e seu discurso mais à esquerda farão preço? A decisão do STF poderá abalar nossa segurança institucional? O capital estrangeiro terá segurança em investir no Brasil? E mais: neste final de semana o Presidente da Bolívia, Evo Morales, renunciou. É a América Latina em polvorosa!

Mas o dólar está forte também lá fora: o índice dólar (DXY, mede o comportamento do dólar frente a uma cesta de moedas) subiu 0,2%, para 98,21 pontos no final da sexta-feira, estando nas máximas das últimas três semanas. Segundo um gestor de um fundo londrino, “à medida que as tensões comerciais persistirem, é provável que o dólar continue forte”. E continuou: “Embora não esperemos que as taxas de juros relativas aumentem muito o dólar no curto prazo, acreditamos que as tensões comerciais contínuas e uma economia global em desaceleração significam que o dólar subirá um pouco mais em 2020”. O recado é que os EUA está mais forte do que as demais economias. Hoje é feriado nos EUA (Dia dos Veteranos) e a liquidez deverá ser reduzida (mas as bolsas de lá abrem). Nesta semana as atenções estarão voltadas para os discursos de Jerome Powell (Fed) e para as declarações de Donald Trump (negociações com a China). Por aqui, o governo lança o pacote de incentivo à contratação de jovens e trabalhadores cima de 55 anos. Também sai a prévia do IGP-M, dados da balança comercial e a realização de swap cambial pelo Bacen (aquela ração diária de USD 600 milhões). E sexta é feriado por aqui. Teremos uma semana curta. No mercado de moedas, o dólar segue em alta frente às moedas EM. Por aqui, o mercado deverá ficar na defensiva.... Tenham Todos uma Ótima Semana!

Ney Martini

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader

e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável

pelas operações de câmbio e derivativos

Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

#Calldemercado #morningcall #FXCorporate #forex #neymartini #evomorales #Lulasolto #perspectivasdólarcomercial

4 visualizações

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Câmbio on-line. Cotações em tempo real!
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 55 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify