• Ney Martini

Call de Mercado - 4 de Dezembro


Bom Dia,

Ontem a leitura do PIB brasileiro do 3T (+0,60% ante expectativa de +0,40%) acalmou o mercado do dólar. A moeda fechou em queda de 0,40%, aos R$ 4,2065, após abrir aos R$ 4,2240 e ter batido na mínima de R$ 4,186. E destoamos do exterior, pois praticamente todas moedas pares subiram frente à moeda norte-americana.

Para termos ideia da leitura deste PIB, os principais bancos revisaram as estimativas de crescimento da economia brasileira: no Citi a revisão veio de 0,7% para 1,1% (2019) e de 1,8% para 2,2% (2020). Já no Santander passou de 0,8% para 1,2% para este ano mas manteve os 2% para 2020. E já tem algumas casas apostando em PIB de 2,8% para o ano que vem.

Mesmo com os dados de nossa economia estarem dando sinais de melhoras (até a revisão dos dados da balança comercial ajudaram), o embate comercial americano com o resto do mundo faz com que o investidor fique um pouco retraído. Ontem Donald Trump disse que não seria má ideia esperar o desenrolar das eleições americanas do ano que vem (previsto para novembro) para retomar as negociações com a China. Mas, atualizando, uma notícia da Bloomberg de 11 minutos atrás: EUA e China se aproximam de fase um do acordo comercial.

Neste momento na Europa operam pra cima após a divulgação de dados da zona do euro terem vindo um pouco melhor que o esperado. As bolsas asiáticas fecharam em baixa ainda com as notícias do acordo comercial: porém a queda foi atenuada após dados de PMI Chinês terem vindo melhor do que o esperado. Os futuros de NY sinalizam uma abertura pra cima.

Pra hoje teremos nos EUA dados da criação de empregos no setor privado (10h15), atividade do setor de serviços (12h) e o discurso de um membro do Fed (12h fala o Quarles Randal). Por aqui o Bacen alterou um pouco a regra dos leilões de dólar, passando a ofertar mais USD 20 milhões do que não for absorvido no spot (naquela ração diária). E dados da produção industrial brasileira de outubro podem ratificar a alta da leitura do PIB de ontem (sai às 9h).

Após a notícia de um possível acordo EUA x China (vide acima, segundo a Bloomberg...), os ativos de risco começaram a ganhar força. Os futuros de NY ganharam tração e as moedas EM passaram a se fortalecer frente ao dólar:

O que sugere uma abertura em baixa do dólar por aqui...

Tenham Todos uma ótima Quarta-feira!

Ney Martini

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader

e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável

pelas operações de câmbio e derivativos

Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

#Calldemercado #PIB #dólarcomercial #DonaldTrump #EUAxChina

7 visualizações

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Remessas expessas. Batemos a #transferwise !
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 57 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify