• Gustavo Candiota

Cédulas estrangeiras que você deve evitar a todo custo!

Existem centenas de moedas diferentes circulando pelo mundo e cada uma com dezenas de modelos. A grande maioria em circulação troca de mãos normalmente, ainda que com chance de rejeição por alguns estabelecimentos, dependendo do país. Outras já foram descontinuadas e você só consegue trocar se levar ao banco central do país de origem. Portanto, tome cuidado com moeda estrangeiras em espécie que você compra ou aceita em alguma negociação.

Veja abaixo as 3 notas, entre as moedas mais populares dos viajantes brasileiros, que mais geram dor-de-cabeça a seus portadores nos dias atuais:


1) Cédula de 100 dólares antiga

modelo década de 90 para baixo (cara pequena)



2) Cédula de 500 euros



3) Cédula de 50 libras descontinuada

verso com Sir John Houblon 1632 - 1712


Outras moedas


Isso sem falar nas MOEDAS (e todas as suas notas) que já foram descontinuadas, como as que foram substituídas pelo EURO nos países que fazem parte da União Européia / Tratado de Schengem. Lembram do Marco Alemão? Moeda de bastante valor até o final dos anos 90. Exemplo de nota abaixo. 100 Marcos emissão de 1996.



O que fazer se já tenho uma bomba dessas nas mãos?


Calma! Todas os casos acima tem solução, mas algumas com maior grau de dificuldade (50 libras, Marco Alemão ou as demais moedas aposentadas da UE), outras menos, que apenas podem receber ofertas de casas de câmbio com alto deságio em relação ao cambio comercial do dia (nota de 100 dólares e 500 euros acima). Ou seja, você perderia dinheiro ao trocá-las por Real. Mais informações sobre como trocar cada uma? Envie um Whatsapp para (51) 4042-3838 e fale conosco para receber as instruções. Atenção! Nós não somos casa de câmbio! Não trocamos notas antigas, apenas assessoramos o internauta com a melhor solução, indicando parceiros.


Agora, se continuarmos respondendo o título do post de maneira mais abrangente, existem, sim, cédulas estrangeiras que você não deve aceitar de jeito nenhum, pois aceitando, NÃO HÁ SOLUÇÃO exceto guardá-las para futuro uso no país de origem das mesmas. São aquelas de nações muito exóticas, e / ou com hiper-inflação, tais como:

  • Bolívares venezuelanos;

  • Pesos Argentinos;

  • Sol Peruano;

  • Moedas locais de países do Caribe;

  • Moedas africanas (exceto Rand);

  • Moedas da Ásia (Exceto Yuan);

  • Entre outras.


Recomendamos ler os posts relacionados do Blog do Câmbio. Links abaixo. Boa sorte!

38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo