• Ney Martini

Call de Mercado - 10 de Fevereiro

Atualizado: Fev 12

Bom Dia,

O dólar bateu um novo recorde na sexta-feira: fechou à R$ 4,32. O coronavírus e a pujança da economia americana foram os principais fatores apontados para a moeda ter subido 0,82% no dia. No ano, a alta já chega à 7,7%, e nos últimos 12 meses passa de 16%.

Nos EUA, dados da criação de postos de trabalho (Payroll) vieram muito acima do esperado: foram criadas 225 mil vagas ante expectativas de 158 mil. Esse número faz com que diminua a pressão para a diminuição dos juros norte-americanos. Ao contrário, faz pensar em aumento. Conjugado à baixa da Selic na quarta-feira por aqui, tivemos um cenário perfeito para a alta do dólar (diminui ainda mais a arbitragem). Mas a valorização do dólar foi sentida em todas as moedas, menos o ien japonês e o franco suíço, que são vistos como refúgios mais seguros.


Para Stuart Kaiser, chefe de pesquisas de ações e derivativos do banco UBS, “somente uma desaceleração nos EUA pode ser capaz de fazer investidores reavaliarem os preços dos ativos de maneira mais permanente”. E, em entrevista ao jornal Valor Econômico, ele afirmou que isso acontecerá nos próximos meses. “Nossos economistas acreditam que a economia vai desacelerar na primeira metade do ano, para um crescimento em torno de 0,5%. Mas esperamos uma recuperação no segundo semestre novamente para uma taxa perto de 2% à medida que os dados econômicos se recuperem. Não esperamos uma recessão”.


A semana reduziu-se à: (1) coronavírus, (2) queda da Selic para 4,25%, (3) não recuperaremos o grau de investimento tão cedo e (4) Payroll muito forte.


Quanto ao coronavírus, o placar é de 910 mortes (já superou o Sars) e mais de 30 países já apresentam casos confirmados. O número de pessoas diagnosticadas em território chinês passa de 40 mil.


A semana começa sem direção definida na Ásia: enquanto as bolsas chinesas fecharam em alta (com o alívio nas restrições e pela expectativa de mais incentivos por parte do governo chinês), as demais bolsas asiáticas fecharam em queda. As europeias operam pra baixo e os futuros de NY sinalizam uma abertura de lado. Teremos discurso de Powell (presidente do Fed) às 12h de amanhã, sairão dados de inflação nos EUA (terça às 10h30), dados de vendas ao varejo americano (sexta às 10h30) e continua a temporada de divulgação de balanços.


Neste momento, as moedas EM recuperam-se depois do tombo da sexta-feira, e valorizam-se frente ao dólar:


Desejamos a Todos uma Ótima Semana!


Ney Martini

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex


Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável pelas operações de câmbio e derivativos





Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.


#coronavirus #viruschines #epidemia #bancoUBS

#PIBEUA #FedFunds #ADPEUA #payroll

#payroll #copom #juros #selic

#calldemercado #neymartini #dolarcomercial #forex #fxcorporate

0 visualização

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 55 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify