• Ney Martini

Call de Mercado - 11 de Abril

Bom Dia,

Semana passada

Foi semana de Copom (taxa Selic agora em 3%, mínima histórica, e sinalização de mais baixas à frente), de máximas do dólar (bateu R$ 5,88), de relatório de emprego nos EUA (perda de 20,5 milhões de empregos, sendo maior do que o total de empregos perdidos em toda a Grande Recessão de 29), da reabertura de algumas economias pós pico da Covid-19, da volta da disputa comercial EUA e China, e da redução da perspectiva de rating do Brasil pela Fitch.

Dólar

Segundo o relatório do Banco Santander, “dada a melhora nos preços das commodities e a redução da aversão ao risco – medidos pelos índices CRB e VIX – juntamente com a estabilidade das taxas de juros e das demais moedas emergentes, o real deveria ter se valorizado frente ao dólar. Entretanto, o desempenho do real foi o pior entre todas as moedas emergentes, de acordo com a Bloomberg”. Na opinião do banco, dois fatores domésticos foram responsáveis por este descolamento: (1) a decisão do Copom e (2) o noticiário político/fiscal.

A moeda fechou na sexta valendo R$ 5,743 (-1,76%), mas na semana a alta do dólar foi de 5,60%. Vejam a variação semanal no gráfico abaixo:



Obs: observem que tem um ponto acima onde ele ‘parece’ que bateu no R$ 6,00. Mas isto foi às 8h30 de sexta-feira, ou seja, no pré-mercado do futuro da B3. Não foi no spot.

Segundo o Commerzbank, as medidas de flexibilização do lockdown deverão melhorar o sentimento dos mercados financeiros. E o real também deve se beneficiar disso ao longo do ano.

Mercados

O Ibovespa retomou os 80 mil pontos e fechou na sexta-feira com 80.263 pontos. A alta foi bastante sustentável de 2,75%. Na semana, a queda foi de 0,30%: “não é uma queda considerável. Nossa bolsa está barata em dólar”.

Nos EUA o S&P emplacou um ganho semanal de 3,50%, principalmente amparado por notícias de reabertura da economia americana. Também contribuiu para este movimento uma distensão nas relações com a China.

O VIX (índice do medo) começou a semana valendo 39 pontos e terminou à 28 pontos.

Esta semana

Teremos Powell (possibilidade de juros negativos nos EUA, ele fala na quarta-feira), o veto presidencial ao reajuste do salário dos servidores, depoimentos na PF sobre as acusações de interferência na instituição pelo ex-ministro Moro, tem Ata do Copom, dados de vendas no varejo, de atividade do setor de serviços, tem IBC-Br e Pnad. Nos EUA ainda saem CPI (inflação), PPI e vendas no varejo.

Hoje

Os futuros de NY apontam para uma abertura do mercado pra baixo. As moedas EM, em sua maioria, perdem valor frente ao dólar. As bolsas europeias operam em baixa mas na Ásia a bolsa japonesa fechou em alta. Na China os índices fecharam em baixa com preocupações com a volta do coronavírus. O petróleo opera em baixa. A abertura da moeda por aqui deve ser pra cima, e cuidado com a pressão com a proximidade do R$ 6,00.

Boa Semana,


Ney Martini

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável pelas operações de câmbio e derivativos

Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

#pandemia #coronavirus #viruschines #epidemia #calldemercado #neymartini #dolarcomercial #forex #fxcorporate #covid19

#vix #santander #dolarrecorde #jeromePowell #futurosEUA

11 visualizações

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Câmbio on-line. Cotações em tempo real!
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 55 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify