• Rodrigo Madke

Call de Mercado - 11 de Setembro

Bom Dia,


Mercado Ontem


O dólar fechou em alta por aqui ontem: R$ 5,319 (+0,39%). A moeda oscilou na faixa R$ 5,27 – R$ 5,325 (cinco centavos e meio de diferença), entre uma queda de 0,57% ao final da manhã e uma alta de 0,47% perto do fechamento. O movimento de alta seguiu o mercado externo, onde os ativos de risco foram piorando e a moeda norte-americana foi se fortalecendo. As principais razões foram as quedas das bolsas de NY (o pacote de ajuda apresentado pelos republicanos foi rejeitado pelos democratas) e a fraqueza da libra (impasse no Brexit). O preço do petróleo também influenciou os ativos (menor demanda e maiores estoques).


Já o euro também avançou, uma vez que em seu discurso a presidente do BCE, Christine Lagarde, não se mostrou preocupada com a recente escalada da moeda frente ao dólar (...”estamos acompanhando, isso não é bom para as exportações do bloco, um euro forte, mas não temos nada efetivo...”, afirmou). Na máxima bateu em US$ 1,1917, mas fechou em US$ 1,1822.


Mas internamente também tivemos algumas preocupações com a política fiscal, além de vermos uma disparada na curva de juros (cabe citar que o Tesouro Nacional realizou um megaleilão de títulos pré-fixados mas não conseguiu colocar todo o lote). É a inflação de volta...(arroz, materiais de construção,...).


Por outro lado, tem captações em andamento: US$ 1.5 milhão entre Embraer e Suzano Celulose mais US$ 450 milhões da PetroRio.


A bolsa caiu 2,43%, abaixo dos 100 mil pontos, para 98.834 pontos (pior nível desde 13/07). Lá fora o S&P perdeu 1,76%, DJ -1,45% e Nasdaq -1,99%.


UBS


Em relatório, o banco suíço prevê uma recuperação em “V” para o Brasil, com um PIB crescendo à 9% no 3T. Diante de uma forte recuperação do crescimento e numa melhora na dinâmica das transações correntes (superávit do balanço de pagamentos), a instituição visualiza um real mais estabilizado. A expectativa para o final de 2020 é de uma taxa de R$ 4,95 e de R$ 4,60 para 2021.


Hoje


Os futuros de NY estão em alta e as europeias não operam em direção única. Na Ásia, as principais bolsas fecharam em alta. No mercado de moedas, o dólar vai perdendo terreno para o peso mexicano, o rublo e a divisa sul-africana, mas sobe frente à lira turca e à rúpia indiana. Ou seja, está dividido, mas o movimento é mais intenso na queda (perdendo valor para o pexo mexicano e cia), indicando um certo apetite ao risco e que deve influenciar na abertura por aqui (o dólar deverá cair).


Na agenda teremos os dados de serviços de julho (IBGE, às 9h). Nos EUA o principal dado a ser divulgado é o de inflação (CPI), que sai às 9h30.


Bom Final de Semana a Todos!


Atenciosamente.

Rodrigo Ribeiro Madke

Consultoria e Câmbio Comercial


Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Remessas expessas. Batemos a #transferwise !
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 55 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify