• Ney Martini

Call de Mercado - 23 de Junho

Bom Dia,

Dia favorável lá fora!

Mercados Ontem

O real teve um dos melhores desempenhos frente ao dólar: fechou à R$ 5,27. Na mínima do dia foi à R$ 5,20. Segundo um gestor da Novus Capital, ‘devido aos baixos juros no mercado local, o dólar virou um atrativo barato de hedge e protege outras posições no Brasil ou em outros mercados emergentes. Em dias de tensão (de Risk Off) os investidores vendem bolsa e compram dólar. Já nos dias mais tranquilos, há desmonte de posições. Ontem, por exemplo, com a queda no Ibovespa, ocorreu uma pressão menor por hedge’. Ontem também tivemos um dia de fluxo positivo e notícias de novas captações em pipe.

Por outro lado, após quatro sessões em alta, a bolsa teve um dia de ajustes e fechou em baixa: 95.336 pontos (-1,28%). Mas com a Selic (juros) em baixa o clima segue favorável aos ativos de risco (bolsa).

Lá fora o Nasdaq fechou em nível histórico após as ações da Apple subirem 2,66% em função de novidades apresentadas num evento do setor de tecnologia. Dow Jones fechou em alta de 0,59% e o S&P subiu 0,65%. A impressão que se tem é, apesar da possibilidade de uma segunda Covid, dinheiro é que não vai faltar (liquidez dos bancos centrais), e os ativos de risco são favorecidos.

Hoje

Os futuros de NY já oscilaram bastante, mas agora sustentam uma alta e favorece os ativos de risco globais. Declarações do conselheiro da Casa Branca, Peter Navarro, sobre o acordo comercial com os chineses (e depois revistas) trouxeram bastante volatilidade aos mercados (O Dow Jones futuro chegou a cair 400 pontos): ele afirmou que a negociação estava encerrada, mas depois afirmou que a declaração estava “totalmente fora do contexto”. O próprio Trump foi ao Tweeter desmentir isso.

As bolsas asiáticas fecharam pra cima e as europeias sustentam ganhos. O petróleo opera em alta e sustenta-se acima dos US$ 40/barril. As moedas EM avançam frente ao dólar, que favorece uma continuidade da valorização do real por aqui. A liquidez lá fora segue farta e os investidores seguem de olho na reabertura das economias. Mas não vamos nos esquecer do Queiroz (ontem ninguém ligou)....

O destaque do dia vai para a ata do Copom (teremos nova queda da Selic?), para os dados de atividade na zona do euro e nos EUA (PMI/Markit, sai às 10h45), e para as vendas de moradias novas em maio. Também teremos IPC-S por aqui (inflação) e a arrecadação de maio.

Bom Dia a Todos,

Ney Martini

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável pelas operações de câmbio e derivativos

Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

#pandemia #coronavirus #viruschines #epidemia #calldemercado #neymartini #dolarcomercial #forex #fxcorporate #covid19 #riskON #IPCS

10 visualizações

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Câmbio on-line. Cotações em tempo real!
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 55 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify