• Ney Martini

Call de Mercado - 29 de Janeiro

Bom Dia,

Em dia de calmaria aqui e no exterior, tivemos ontem uma ajuste nos mercados: a bolsa subiu 1,74% (116.478 pontos) e o dólar caiu 0,39% e fechou em R$ 4,1930. A oscilação diária (amplitude) deu-se no intervalo R$ 4,188 e R$ 4,2155. Lá fora praticamente todas as bolsas subiram e o dólar perdeu valor.


Mas o coronavírus segue no radar: o número de mortes subiu para 132 e o de infectados já passa de 6 mil.


Segundo um estrategista do banco suíço Julius Baer, “estamos num momento apropriado para aumentar as posições defensivas, especialmente em títulos americanos (Treasuries) com a finalidade de limitar os efeitos negativos de uma eventual piora no atual cenário”. Traduzindo, é o famoso ‘flight to quality’. E acrescentou: “o crescimento da China deve ser duramente atingido neste início de ano. Estimo que pelo menos dois pontos percentuais serão retirados do crescimento do PIB no primeiro trimestre de 2020, sendo parcialmente recuperados somente no final do ano”.  Mas outros ponderam: “não é momento para pânico: o surto do vírus serve de argumento para os investidores terem um pouco mais de cuidado e esperar para ver...”.


E eu concluo: dependendo do grau do contágio do vírus na economia, a consequência disso é um menor consumo de commodities por parte da China > preço mais baixo > Brasil exportará menos (em valor e em volume) > menos superávit da balança comercial > podemos ter maior pressão no dólar.


Num evento no UBS ontem em SP, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou que a recente depreciação do câmbio deu-se por conta da queda nas métricas de risco, em contraste com outras épocas. O movimento deu-se como decorrência das operações de pré-pagamento de dívidas no exterior e, aumentando a demanda por moedas no mercado à vista.


Hoje os mercados asiáticos já fecharam em sem direção única. China permanece fechado, Hong Kong caiu forte (volta do feriado), mas Tóquio e Seul subiram. E é dia de FED: os juros nos EUA deverão ser mantidos e não teremos surpresas (faixa atual de 1,50% à 1,75%)...


Neste momento, praticamente todas as moedas perdem valor frente ao dólar, e o destaque negativo vai para o rublo russo (divisa muito ligada ao petróleo, que cai 0,7%). Seguindo a lógica, abre em alta por aqui.


Desejamos a Todos uma Ótima Quarta-feira!



Ney Martini

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex


Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável pelas operações de câmbio e derivativos






Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.



#fighttoquality #contagio #PIBchines #bacen

#virus #viruschines #coronavirus #epidemia #wuhan

#camposneto #FED #PIBEua #PIBEuropeu #IGPM

#calldemercado #neymartini #dolarcomercial #forex #fxcorporate

16 visualizações

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Chip intenacional compatível com +200 países!

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente. Atendemos todo o Brasil. Fone / Whatsapp: (51) 4042.3838

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify

Patrocinam nossos conteúdos

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 50 assinantes