• Ney Martini

Call de Mercado - 6 de Abril

Bom Dia,

Estava dando a lógica: bolsa subindo e dólar caindo, até que....

Mercados Ontem

A liberação do depoimento de Sérgio Moro na PF para a imprensa inverteu o sinal dos ativos ontem. Aliado a este ambiente político bastante pesado, veio a Fitch (uma das 3 grandes agências de risco), revisando o rating do Brasil para “negativo”. E pra completar, à noite a Câmara alterou o projeto de auxílio aos Estados e municípios proposto pelo governo.

O dólar abriu à R$ 5,4950, bateu numa máxima de R$ 5,6045 e fechou em R$ 5,5925 (+1,30%). As demais moedas emergentes caíram frente ao dólar em função da alta do petróleo. Também ajudou neste movimento de alta por aqui a perspectiva de um juro mais baixo na reunião do Copom de hoje. Fora a rolagem, não tivemos a presença do Bacen no mercado.

Já a bolsa fechou em alta de 0,75%, aos 79.470 pontos, mas afastou-se das máximas na metade do pregão em diante (81.066 pontos), com os acontecimentos em Brasília).

Lá fora o petróleo brent para julho fechou à US$ 31 (+13,8%) com notícias de relaxamento social mundo afora. O S&P fechou em alta de 0,90% e o DOJ com +0,56%.

O coronavírus

Os dados do nosso país passam a ser destaque internacional: o número total de casos confirmados já são 114.715 (+ 6.935/dia), com mais de 600 mortes nas últimas 24 horas. O total de vítimas é de 7.921. E o Ministério da Saúde alerta que o pico será entre maio e julho.

Segundo a OIT (Organização Internacional do Trabalho), o impacto causado pelo coronavírus no mercado de trabalho mundial são muito mais graves do que o estimado inicialmente. O total de horas de trabalho será em torno de 10,5% menor no trimestre, e isto equivale a uma massa de 305 milhões de empregos. Quase 1,6 bilhão de trabalhadores informais foram afetados pelo confinamento. O primeiro mês da crise deve reduzir a renda desse grupo em 60% mundialmente, e as regiões mais afetadas são África e América Latina. Ainda, a OIT mostrou que as empresas de maior risco são as de varejo, manufatura, restaurante e hotéis.

Olhando à Frente

Em matéria no WSJ, no mês de março os países emergentes queimaram suas reservas internacionais na maior velocidade desde a crise de 2008 para defender suas moedas, e isto está levando algumas nações a ficar mais vulneráveis a futuros choques.

Doze dos maiores países em desenvolvimento, incluindo Brasil e Rússia, reduziram suas reservas em aproximadamente US$ 143,5 bilhões em março. Os mercados financeiros ficaram turbulentos (e ainda estão), e os investidores estão tirando fundos de ativos de maior risco, como as ações e bonds de países emergentes, e indo para o dólar. Veja abaixo o fluxo (o vermelho representa saída):

A conclusão mais interessante é a seguinte: “a experiência de 2008 diz que os vencedores são aqueles que deixaram suas moedas flutuarem”, disse Timothy Ash, estrategista que cobre os mercados emergentes na BlueBay Asset Management. “Quem interveio perdeu reservas, deveriam simplesmente ter deixado a moeda ir aonde quisesse”.

O estudo cita que Brasil e Rússia, que embora tenham substanciais reservas de dólares, deixaram suas moedas absorver mais os efeitos deste movimento (de remessas): “aqueles países que reduziram suas reservas, tem vida curta”, conclui.

Hoje

É dia de ADP nos EUA (9h15), uma prévia do Payroll de sexta-feira. Na Europa sai o PMI/Markit do setor de serviços de abril (saiu à 13,6). Por aqui, teremos mais um leilão de rolagem de US$ 500 milhões de swap e uma oferta de até US$ 4 bilhões em compromissadas de seis meses.

Os futuros de NY operam no positivo, Ásia já fechou pra cima (à espera de novos estímulos) e os índices europeus operam de forma mista. As moedas EM perdem valor frente ao dólar. O fluxo do dinheiro hoje não está vindo para os mercados emergentes. É mais um dia de cautela (de olho no ADP e na retomada das atividades econômicas pelo mundo).

Muito Obrigado,



Ney Martini

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável pelas operações de câmbio e derivativos

Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

#pandemia #coronavirus #viruschines #epidemia #calldemercado #neymartini #dolarcomercial #forex #fxcorporate #covid19

#payroll #previa #ADP #reservasinternacionais #PMIMarkit #OIT #sergiomoro

20 visualizações

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Câmbio on-line. Cotações em tempo real!
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 55 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify