• Ney Martini

Call de Mercado - 9 de Março

Bom Dia,

Além do coronavírus, nosso foco agora também vai para o petróleo.


Neste final de semana a Arábia Saudita declarou guerra nos preços da commodity, oferecendo descontos de até 20% e disse que irá aumentar a produção para até 12 milhões de barris por dia. Esta atitude deu-se após este país não chegar a um acordo com a Rússia quanto a um corte na produção para sustentar os preços do petróleo frente à desaceleração econômica global causada pelo coronavírus. Cabe lembrar que os EUA também são grandes produtores de petróleo e que seu custo de extração (xisto) é muito mais caro que o saudita.


O preço do barril está agora na casa dos US$ 30/barril, e esta queda está sendo comparada ao impacto da Guerra do Golfo de 1991. Segundo analistas do mercado de commodities, “o colapso dos preços está apenas começando. As coisas devem continuar complicadas e o preço pode cair para até US$ 20”.


A consequência disso tudo está nos mercados: a bolsa japonesa desabou mais de 5%, na China caíram 3% em média, na Austrália -7,3% (pior desde out/2018), na Europa caem mais de 6%, e os futuros de NY operam com queda em torno de 5%.


Estamos em território desconhecido agora. Antes víamos rendimentos de títulos mais baixos, ações em queda e moedas mais arriscadas também, mas a ideia era que, se surgissem boas notícias, todos esses movimentos se reverteriam”, disse o economista da Capital Economics.


E o coronavírus segue se alastrando, desta vez com mais intensidade pela Europa. Na Itália registraram mais de 7 mil casos no final de semana e nos EUA já tem 105 casos confirmados. No Brasil temos 24.


No mercado de moedas EM o tombo é geral: o peso mexicano cai mais de 8%, e o rublo russo caía mais de 6% frente ao dólar. Ambas são muito indexadas ao petróleo (México e Rússia são grandes produtores). Frente à demais emergentes, o dólar também sobe, mas não tão fortemente. A moeda norte-americana, porém, desvaloriza-se frente ao ien japonês, ao franco suíço e ao euro (que são considerados portos seguros).


Estamos vivendo o que se chama de ‘Tempestade Perfeita’ nos mercados.


Falando um pouco da semana passada, o dólar fechou à R$ 4,634 (-0,36% no dia, mas +3,30% na semana) mesmo após a venda de US$ 5 bilhões em leilões extraordinários de dólares no mercado futuro.


Para encerrar, semana passada uma notícia vinda da China deu conta de que uma vacina para o coronavírus poderia entrar em uso emergencial já em abril.


Desejamos uma Boa Semana a Todos!

Ney Martini

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável pelas operações de câmbio e derivativos


Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

#pandemia #corteSelic #jurosEUA #petroleo #barril #guerradogolfo #arabiasaudita #dolarrecorde #commodities #coronavirus #viruschines #epidemia #calldemercado #neymartini #dolarcomercial #forex #fxcorporate #covid19 #riskOFF #payroll

0 visualização

por Gustavo Candiota

PARA SUA VIAGEM:

Blog do Câmbio
Pacotes túristicos!
Seguro Viagem com a melhor assessoria!
Chip intenacional compatível com +200 países!

Patrocinam o Blog / Podcast / WebTV

Chip global mysimtrvl - Voz e Dados
Ivan Pons - Moda Masculina
A Operadora Oficial da EAA Oshkosh no Brasil
+ 55 assinantes

© 2016-2020 GC Prime Câmbio Inteligente.

SIGA-NOS

  • w-facebook
  • Twitter Clean
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • Branca Ícone Spotify