• Gustavo Candiota

Precisamos falar da inflação. Urgente! Como se proteger?

Atualizado: 27 de out. de 2021

Quem tem mais de 30 anos está preocupado, pois já viveu em um país destroçado por hiperinflação. Quem tem menos, está confuso, ou ficando sem dinheiro. E não sabe muito bem o porquê. Está na hora de saber.


Primeiramente, o que é inflação?


Conforme o Banco Central do Brasil:


Inflação é o aumento de preços de bens e serviços. Ela implica diminuição do poder de compra da moeda. A inflação é medida pelos índices de preços. O Brasil tem vários índices, entre os quais, o IPCA é o mais importante, pois é o utilizado para o sistema de metas de inflação.

Por que a inflação está subindo tanto? Podemos dizer que devido a uma tempestade perfeita. Muitas coisas ruins acontecendo ao mesmo tempo. Vamos lá!


O monstro da inflação. Como controlar? Como se proteger?
Cuidado, o mostro está acordando, após décadas adormecido.


1) Maior crise hídrica dos últimos 20 anos. Sem chuva, governo precisa acionar usinas termelétricas, que geram energia mais cara. Necessário aumentar a conta de luz, o que reflete em aumento de preços em toda a cadeia produtiva.


2) Elevação do dólar. Faz o preço dos produtos importados subir (exemplo clássico: trigo - pão. Produtos de higiene, entre outros). Combustível sobe, pois o endividamento da petrobrás é em dólar. Com gasolina, gás e diesel nas alturas, as transportadoras repassam todo o custo adicional para seus serviços.


3) Alta das commodities, principalmente o petróleo. Mais um fator para elevar o combustível que, assim como a luz, se elevado faz toda a cadeia produtiva repassar o aumento para seus serviços e produtos, gerando mais inflação.





4) Oferta x Demanda. Estamos em um momento "quase" pós pandemia com excesso de demanda e escassez de produtos após a cadeia produtiva sofrer uma disruptura total devido aos lockdowns severos em 2020. Exemplo prático: há forte demanda por automóveis novos, mas as fabricas não conseguem completar a produção, pois faltam semi-condutores no mundo todo. Veículos demoram meses para ficarem prontos e, quando ficam, muito mais caros, pois as peças compradas pelas montadoras estão custando muito mais. Com poucos carros na loja, aumentam os preços dos semi-novos inclusive.


5) Impressão de dinheiro sem precendentes, em 2020 e 2021, devido às medidas de combate ao coronavírus. A Principal: auxílio emergencial. Rombo das contas públicas renovando recordes e bilhões na economia, fazendo o consumo aumentar e consequentemente os preços.


Veja o último gráfico divulgado pelo Bacen sobre o IPCA últimos 12 meses.

Tivemos 10,25% de inflação, ao passo que, antes da pandemia, tínhamos menos de 3% em igual quantidade de meses. É muita coisa!



O que o governo pode fazer para combater a inflação?

  1. Aumentar a taxa de juros Selic, que torna aplicações financeiras mais conservadoras e retira dinheiro da economia: as pessoas e empresas vão, em sua maioria, optar por poupar ao invés de gastar/investir

  2. Cortar gastos públicos

  3. Aumentar impostos.


E agora o mais importante: O que VOCÊ pode fazer para se proteger da inflação?

  1. Cortar gastos não essenciais. ex: trocar iPhone, trocar veículo, fazer viagens ou jantares a lazer, salão de beleza, assinaturas de revista, TV a cabo, passeios em geral.

  2. Optar por alimentos de marcas mais baratas. Buscar sempre os dias de oferta de cada categoria do Supermercado. Trocar carnes nobres por outras proteínas.

  3. Evitar deslocamentos desnecessários com seu veículo. Comprar uma bicicleta.

  4. Evitar desperdícios de luz, de gás e de água. E até de alimentos! Conversar com a família para que todos estejam cientes do que está acontecendo.

  5. Trocar aplicações em poupança por fundos atrelados à inflação e investir em moeda forte (dólar e euro). Preferencialmente por fundos ou compra em bolsa no exterior. Lembre-se: comprar papel moeda não é investimento. Saiba mais aqui. Para enviar dinheiro ao exterior, recomendamos a Plataforma Câmbio Inteligente.

  6. Pesquisar, pesquisar e pesquisar. Comparação de preços sempre!


Tenha em mente: tudo, absolutamente tudo está subindo de preço. Algumas coisas abaixo dos 10,25%, mas muitas - bem - acima. Você precisa visitar o supermercado sempre com a calculadora na mão. PESQUISE! Utilize as facilidades que a internet proporciona atualmente, principalmente pelo celular. No Rio Grande do Sul, recomendamos baixar o app "Melhor preço". Experimente!


A inflação é cruel e silenciosa. Ela vai corroendo nosso poder de compra aos poucos. Muitas pessoas acabam empobrecendo e não conseguem entender o motivo. Pare agora e reflita: Você tem percebido que, em 2021, a dificuldade para fechar o orçamento aumentou? Está mais difícil pagar todos os boletos em dia?


Adotando as medidas emergenciais acima, seu patrimônio estará mais protegido enquanto atravessamos essa tempestade. Que ainda deve durar algum tempo, por sinal. Ano que vem temos eleição presidencial. Muita incerteza e volatilidade veremos! Fique atento.


Dica ao amigo leitor:


Obrigado por visitar o Blog do Câmbio.



58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Inscreva-se no Canal YouTube da Câmbio Inteligente