• Gustavo Candiota

Vacina da Covid19 deve derreter o dólar

Se confirmado o sucesso da chamada fase 3 nos testes da vacina contra o novo Coronavírus, acreditamos numa enorme onda de otimismo sem precedentes em todos os mercados do mundo. E o reflexo no dólar também será inédito. Quedas bruscas e recordes. Esta é nossa opinião. Alias, ja estamos vendo várias quedas fortes em sequência como reflexo dos bons resultados de vacina nas fases 1 e 2. Veja no gráfico abaixo.


LTA = Linha de Tendência de Alta

A seta na linha vermelha foi referente à queda de ontem (quase -3%). Hoje, 22/07, já temos nova queda forte: enquanto escrevemos este post, dólar caindo -1,27%.


Mas e as quedas recordes, o "derretimento"? Quando teremos? Vai mesmo acontecer? Bem, não sabemos. Aqui no Blog do Câmbio falamos de chances, nunca de certezas. Parentesis: Diferente de alguns concorrentes que por anos fizeram o marketing do "sabemos o melhor momento para fazer câmbio". Mentira. Tivessem esse diferencial teriam, na primeira semana de Janeiro de 2020, comunicado a todos os seus clientes para zerar posições em qualquer outro investimento e comprar todo o patrimônio disponível em dólar. A explosão da moeda neste ano (chegou a +35%) acabou com qualquer credibilidade que este tipo de propaganda enganosa possuía. Não fazem mais. Fim do parentesis.


Voltando a vida real, onde realizamos estudos para elaborar estimativas: especialistas da ciência acreditam que até dezembro uma vacina confiável começará a ser distribuida em larga escala, para bilhões de pessoas. Mas como os mercados procuram se antecipar aos acontecimentos, é possível que lá por meados de setembro, com a confirmação da efetividade e inicio da produção, o câmbio já vem abaixo. Com muita força. Ou quem sabe até antes, pois boatos - que não sejam fake news - podem já ser suficientes para o que chamaremos de The greatest fall, reflexo do que alguns já chamam de "rally da vacina" (comentamos sobre o possível fenômeno em nosso podcast mais recente. Não deixe de escutar!).