Conheça a origem e história das principais moedas

05/04/2017

Conheça a origem dos nomes das principais moedas utilizadas pelo mundo. Cada uma com sua singularidade, breve história e curiosidades específicas. Boa leitura!

 

DÓLAR

 

Dólar é o nome de moeda mais comum do mundo, sendo usado nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, Fiji, Nova Zelândia e Cingapura, entre outros países. O metal usado para a confecção das moedas era extraído de Joachim Valley, na Alemanha. Essas moedas, feitas a partir do metal de lá extraído, passaram a se chamar Joachimsthaler, que mais tarde foi encurtado para "Thaler" e que, por fim, se transformou em "dólar".

A história do dólar se inicia em 1776, com a necessidade de criação de uma moeda capaz de financiar a Guerra de Independência dos Estados Unidos.

O dólar americano é uma das moedas mais importantes no mundo. Atualmente, sua hegemonia é incontestável, já que é usada na adoção de reservas internacionais por Bancos Centrais de inúmeros países e como referência em qualquer negócio em nível global. Entretanto, nem sempre foi assim. Na verdade, a hegemonia da moeda norte-americana é relativamente recente, pois só se deu após o fim da Segunda Guerra Mundial.

 

 

PESO

 

O nome espanhol da moeda vem, literalmente, da palavra peso, uma medida de força em unidades determinadas. A principal moeda espanhola da era colonial era uma peça que valia oito reales. Era a famosa "peça de oito", que, mais tarde, acabou se chamando "peso". A moeda do peso pesava 27 gramas e era 92 por cento de pura prata.

 

 

EURO

 

É a moeda oficial da zona Euro, a qual é constituída por 19 dos 28 estados-membro da UniãoEuropeia: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Grécia, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos e Portugal.

A ideia do estabelecimento da moeda única na CEE nasceu já na década de 70. O valor da nova moeda foi ancorado ao do ECU por resolução do Conselho da União Europeia de 31 de dezembro de 1998. Esta entrou em vigor a 1 de janeiro de 1999 em forma não material (transferências, cheques, etc.) e a 1 de janeiro de 2002 em notas e moedas.

A moeda é também usada de forma oficial pelas instituições da União Europeia e por quatro outros países europeus e, de forma unilateral, por outros dois. Em 2013, a moeda era usada diariamente por cerca de 334 milhões de europeus. A moeda é também usada oficialmente em diversos territórios ultramarinos da UE.

A moeda é ainda usada por mais 210 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais 182 milhões em África, que usam moedas de câmbio fixo em relação ao euro. O euro é a segunda maior moeda de reserva e a segunda moeda mais transaccionada no mundo a seguir ao dólar dos Estados Unidos.

 

 

RAND

 

Assim como o dólar, a moeda sul-africana vem da área em que seu metal era extraído. No caso do Rand, de Witwatersrand cidade da África do Sul rica em ouro.

Seu nome vem de Witwatersrand, abreviação de White-waters-ridge, que traduzindo ao português significa "Montanha das Águas Brancas"; montanha essa que tem a cidade de Johannesburgo construída e onde era a maior reserva de ouro da África do Sul.

O rand teve início em 1961, coincidindo com a instituição da República da África do Sul, substituindo o peso sul-africano a uma taxa de dois rands por peso.

 

 

 

 

YUAN

 

Em chinês, yuan significa "redondo" ou "moeda redonda". O símbolo chinês que dá nome à moeda chinesa também dá nome tao iene japonês e ao won coreano.

É a moeda oficial da República Popular da China e é distribuída pelo Banco Popular da China. O yuan ou, na sua forma portuguesa, iuane[2] (元, formalmente: 圆 / 圆) Jiǎo (角) e fen (分) é a unidade básica do renminbi mas o termo é também usado para designar a moeda chinesa em geral, especialmente em contextos internacionais.

O yuan nasceu com a nomenclatura de Rén mín bi, assim como o Banco Popular da China, que se chama ‘Banco do Povo’. A abreviação da moeda é ‘RMB’, embora se utilize mais o ‘CNY’; esta é muito mais aceita, já que é amplamente difundida no sistema financeiro global. Fora da China, o mais comum é chamá-lo de ‘yuan’. Já os chineses costumam designá-lo como ‘kuai’.

 

 

 

 

RUPIA

 

Rúpia vem do sânscrito e significa prata. É o nome comum das moedas oficiais da Índia, Paquistão, Sri Lanka, Nepal, Maurícia, Seicheles, Indonésia e Maldivas.

Divide-se em cem unidades, denominadas centavos nas ilhas Seicheles, Maurícia e Sri Lanka; paise (singular: paisa) na Índia, Paquistão e Nepal; sen na Indonésia; laaris nas Maldivas. O símbolo genérico é ₨ ou Rs, com variações nacionais. Para diferenciar das demais rupias, a índia introduziu o símbolo  em 2011.

A variante Rūpaya foi usada para a moeda criada , no século XVI por Sher Shah Suri, um afegão que reinou por um breve período (1540 a 1545) em Délhi. A Rūpaya original era uma moeda de prata cujo peso correspondia a 178 grãos

 

 

 

LIBRA ESTERLINA

 

A libra britânica vem do latim "poundus", que significa "peso".

É a moeda oficial do Reino Unido. Desde 15 de Fevereiro de 1971 e da adoção do sistema decimal, ela é dividida em 100 pence (singular: penny). Antes dessa data, uma libra esterlina valia 20 shillings (que valiam por sua vez 12 pence cada um), ou 240 pence.

A palavra libra (pound) era um termo utilizado pelas unidades monetárias de várias regiões da Europa. A palavra deriva do baixo latim libra (século X). Originalmente, esse valor correspondia a uma libra de prata.

A palavra esterlina (sterling) vem do francês antigo esterlin, que originou o termo em inglês antigo stière (forte, duro, indestrutível), nome dos dinheiros escoceses do rei David I da Escócia (1123 a 1153) e, do novo dinheiro inglês do rei Henrique II em 1180. Caracterizando-se, a partir dessa data, como sendo moeda cunhada em oito gramas de ouro, sendo sua conversão real do seu vale, correspondente em cédula.

As moedas do Egito, do Líbano, do Sudão do Sul, do Sudão e da Síria também se chamam libra.

 

 

 

RUBLO

 

O rublo (em russo рубль), oficialmente rublo russo,é o nome da moeda da Federação Russa e Bielorrússia (e antigamente da União Soviética e do Império Russo). Um rublo 100 kopeks (копе́йка) ou copeques. O código da moeda em ISO 4217 é RUB; até 1997 o código era RUR.

O rublo tem sido a moeda russa por muitos séculos. A palavra "rublo" é derivada do verbo russo рубить, rubit, para picar. Historicamente, "rublo" era um pedaço de certo peso cortado de um aço não-acabado prateado (grívnia ou grivna), sendo então daí retirado o nome da moeda. Era o equivalente russo do marco inglês, uma medida de peso para prata e ouro usados na Europa ocidental medieval.

 

 

 

REAL

 

O nome da moeda brasileira é o mesmo da primeira moeda usada no país, conhecida pelo plural corrente na época, "réis". O real deriva de Unidade Real de Valor (URV), indicador de medição do custo de vida da população que foi adotado no período de transição entre a moeda anterior, o cruzeiro real, e o atual real.

Após sucessivas trocas monetárias, o Brasil adotou o real em 1º de julho de 1994, que, aliado à drástica queda das taxas de inflação, constituiu uma moeda estável para o país. Foi implantado no mandato do presidente Itamar Franco, sob o comando do então ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, depois eleito presidente da República. Quando o Real foi lançado, em 1 de julho, o ministro da Fazenda já era Rubens Ricupero, uma vez que FHC já tinha saído para desincompatibilizar-se e ter o direito de se candidatar a Presidente da República.

O real é a 16º moeda mais negociada no mundo, é a segunda mais negociada na América Latina e quarta mais negociada nas Américas. Estima-se que hoje existam mais de oito milhões de moedas perdidas do real.

 

Mais sobre a história do plano Real: clique aqui

 

Fontes: veja.com.br / wikipedia.org / google.com

 

Att

Gustavo Candiota

Diretor GC Prime Câmbio Inteligente