Como aproveitar Chicago em apenas 2 dias e com baixo custo

24/05/2017

Quando precisei fazer uma longa conexão em Chicago para voar de Nova York a San Francisco, pensei: "vou dormir 1 noite na cidade e aproveitar." Será que é possível? Sim, é. Mas veja aqui quais são os pré-requisitos para valer a pena.

 

Primeiro: Pegue o metrô após resgatar sua mala. Não utilize taxi pois o custo será alto independente do local do hotel, uma vez que a cidade é gigante e o aeroporto de O'Hare está localizado a 42 km do centro da cidade.

 

Segundo: hospede-se em downtown. De preferência num Hostel, que é mais barato que hotel. Apesar de, surpreendentemente, o centro de uma das maiores cidades dos EUA fechar quase que totalmente à noite, com ruas desertas que chegam a lembrar o filme Judgement Night, é seguro! Vale a pena ficar na região pois, ao acordar, o viajante estará perto de tudo. Dos principais pontos turísticos e dos meios de transporte. Ainda assim, após deixar as malas no hostel, perto das 22h, encontrei aleatoriamente um bar de Blues clássico  muito próximo que tinha todo aquele estilo desejado pelos que procuram música em Chicago. Tive que caminhar 5 quadras numa calçada que parecia de uma cidade fantasma, mas valeu a pena. Cheguei ao Buddy Guy's Legend. Veja a foto que tirei do show, assistido por pouco mais de 5 pessoas.

 

 Visão de minha mesa. Sozinho. Curtindo o som.

 

 

Terceiro: Após uma boa noite de sono com o Blues de Buddy Guy na sua mente, tome um banho e prepare-se para um quick tour nesta incrível cidade. Caso você tenha seguido minha recomendação no primeiro item e ficado num hostel em Downtown, pegue sua câmera, uma mochila com água e algumas frutas e inicie o passeio com o seguinte roteiro, elaborado para quem está com o "budget" e o tempo apertado:

 

  1. Caminhe até a Sears Tower (hoje Willis Tower) e visite o Sky Deck Chicago. A vista mais linda da cidade, onde inclusive é possível caminhar, no 110° andar, até um cubo de vidro deslocado para fora. Alí você pisa e, se não tem medo de altura, fica com a cidade a seus pés por alguns segundos, tira fotos. Alguns não conseguem nem chegar perto. Outros vão de olhos fechados! (que graça tem?!);

  2. Pegue um barco sem teto - estilo lancha - e passeie pelo Lake Michigan apreciando os arranha-céus à sua volta! Cuidado com o torcicolo;

  3. Almoce no Heaven or Seven;

  4. Conheça a "Cloud Gate" e assim como todos, passe vergonha nas redes sociais publicando fotos suas apresentando você mesmo deformado no reflexo, é divertido;

  5. Caminhe pelo Navy Pier e tire muitas fotos, tanto na direção do lago quanto para o Skyline de Chicago. Este é um local bacana também para um lanche da tarde (fast food!);

  6. Visite o Museu de Ciência e História - necessário take a bus or a cab! Muitas atrações interessantes sobre a natureza, a história do planeta e missões espaciais. Tem um filme sobre o "lixo espacial" muito interessante e preocupante. Os visitantes assistem olhando para o teto;

  7. Volte para o Hostel de ônibus.

 

É isso pessoal. Espero que tenham gostado deste passeio expresso na "windy city". Falando em "cidade ventosa", uma recomendação final: Não faça este passeio no inverno. Estas são sugestões são para o maravilhoso verão de Illinois. Faça em um dia frio e arrependa-se de ter nascido (e de ter lido este blog!).

 

Tenham todos uma ótima viagem!

 

Dica do Blog: para reservar hotéis e acomodações em Chicago, recomendamos o Portal Booking.com.

 

Att

Gustavo Candiota

Diretor GC Prime Câmbio Inteligente.

 

 

 

 

 

 

Please reload

C O M P A R T I L H E !
VOCÊ GOSTOU DESTE POST ?
BLOG DO CÂMBIO RECOMENDA
Cobertura Global!