Entenda a oscilação do Dólar Canadense e sua paridade com o Americano

16/05/2018

O Canadá não está entre os principais destinos dos Brasileiros. Mas é um país muito desejado por quem quer ir atrás de paisagens exuberantes, de civilidade absoluta, cursos de altíssimo nível e os melhores hospitais do mundo para médicos e residentes. Então, quando o passageiro define este destino como o próximo e o bilhete aéreo é emitido, começam as dúvidas sobre a moeda local, quando comprá-la, SE comprá-la e como é sua relação com as demais, certo?

 

 

Compro dólar Canadense ou Americano?

 

Em primeiro lugar, afirmamos: sim, vale a pena comprar o dólar canadense aqui no Brasil, ainda que as margens das corretoras sobre esta moeda sejam um pouco maiores do que as aplicadas no dólar americano. Por quê? Por um simples motivo: cada conversão de moeda faz com que você perca um pouco do seu poder de compra, já que os agentes envolvidos auferem seus lucros em cada operação. Comprando a divisa norte-americana, ou já tendo ela entesourada para depois comprar CADs via câmbio oficial no Brasil, fará você sofrer 2 conversões (USD - BRL - CAD), quando o melhor é sofrer apenas uma (BRL - CAD). Ahh! E sabemos o que você pode estar pensando neste momento: "Será que compro o Canadense pra ir pros EUA, já que é mais barato?" Nunca! O problema será o mesmo: 2 conversões.

 

Como muito bem colocado pelo Blog Viaje na Viagem: "Não existe mágica! Uma moeda 25% mais barata do que outra (como o dólar canadense, 25% mais barato do que o dólar americano) não faz os seus reais renderem 25% mais."

 

Mas cuidado! a recomendação pela compra de moeda local é apenas para as chamadas moedas fortes, como o Dólar Americano, Canadense, Australiano, Neo-zelandês, Euro e Franco Suíço. Para moedas chamadas "exóticas" como Sol Peruano, Peso Mexicano, Peso Chileno, Argentino, Uruguaio entre outras, as margens de lucro por aqui são tão elevadas nas casas de câmbio que a compra da divisa americana traz mais benefícios (até 10% de ganho em algumas!) Exemplo: Real - Dólar - Peso Chileno, exceto para quem deseja conveniência e tem receio de não ter uma moeda estrangeira aceita na chegada, para pagamento de táxis por exemplo. Na dúvida, consulte seu agente de viagem!

 

 

Explicação técnica sobre paridade entre as moedas

 

Agora, tentando explicar técnicamente como se comporta o canadense e o que mais pode valorizá-lo frente às outras moedas fortes do mundo. Resposta simplificada: alta do petróleo. O Canadá é um forte exportador desta commodity. Sendo assim, se os mercados mundiais começam a valorizá-la, fortalece a economia do país e consequentemente a moeda local, trazendo então um "descolamento" de paridade, dependendo do caso. Como o Petróleo vem subindo bastante nos últimos meses, veja no gráfico abaixo o comportamento do preço perante o US$, que se mostra inversamente proporcional.

  Gráfico: investing.com em 16/05/2018 ao final do dia. Desenhos: equipe Blog do Câmbio.

 

 

Lembrando: Estamos aqui falando principalmente de paridade entre moedas. Diversos fatores somados formam o preço de uma moeda, que oscila ao longo do tempo. No gráfico apresenta-se a relação entre os dólares mencionados, e não a variação do câmbio no Brasil para compra do Canadense, que aliás é uma das moedas mais estáveis do mundo, ainda que ande "na esteira" do Americano para quem monitora o mercado de países com economia mais fraca.

 

Obrigado por visitar o Blog do Câmbio.

 

Att

Gustavo Candiota

Diretor GC Prime Câmbio Inteligente

 

 

Please reload

C O M P A R T I L H E !
VOCÊ GOSTOU DESTE POST ?
BLOG DO CÂMBIO RECOMENDA
Cobertura Global!
car rental_edited.png
booking_edited.png

Vai pegar a estrada? Alugue seu carro no portal Rentcars! Compare os preços em mais de 100 locadoras!