Call de Mercado - 24 de Outubro

24/10/2019

Bom Dia,

 

A safra de balanços corporativos que estão sendo anunciados mundo afora (com o resultado do 3T) estão afastando o receio quanto à desaceleração global. Com isto, a quinta-feira começa positiva lá fora. Os futuros de NY apontam uma abertura pra cima, as bolsas europeias operam no azul e as asiáticas já fecharam no mesmo sentido (exceto Xangai).

 

Após a reforma da Previdência, voltamos a ser lembrados como a ‘bola da vez’. Outras reformas estão sendo analisadas (e serão anunciadas em breve) e os investidores seguem animados com os dados da economia, que mostra uma certa reação.

 

Aliado ao sentimento acima e diante da expectativa do ingresso de ingressos de recursos oriundos dos leilões do petróleo (6 de novembro), o dólar voltou a cair ontem e fechou na mínima dos últimos dois meses. A queda foi de 1,05%, com fechamento aos R$ 4,032. A mínima do dia chegou a bater um pouco abaixo, aos R$ 4,029. Fomos a segunda moeda de maior valorização frente ao dólar: perdemos para a lira turca, que devolve os recentes ganhos após o anúncio da retirada de sanções dos EUA àquele país.

 

 

 

Voltando aos ingressos de divisas por aqui, o Morgan Stanley divulgou em nota que espera um volume de até USD 17 bilhões...

 

Cabe ressaltar também o excelente desempenho do Ibovespa: ontem fechou em alta de 0,15%, aos 107.543 pontos e renovou sua máxima histórica.

 

Na agenda do dia nosso destaque vai, mais uma vez, para o campo político: a continuação do julgamento da prisão em 2ª instância pelo STF (a votação está 3 x 1, a favor). Teremos o leilão de dólares (oferta de USD 525 milhões) e o Bacen divulgará às 9h30 o resultado das transações correntes de setembro. Na Europa o BCE anunciará às 8h45 a decisão sobre a taxa de juros (é a última reunião de Mário Draghi), e nos EUA teremos o PMI/Markit composto (10h45), as encomendas de bens duráveis (9h30), o pedido de auxílio desemprego (9h30) e as vendas de casas novas em setembro (11h).

 

Obs: apenas lembrando, foi em 24 de outubro de 1929 que a bolsa de NY começou a despencar, dando origem a uma das maiores crises da história.

 

Observem a tabela abaixo:

 

 O real é a moeda que mais se valorizou perante o dólar neste mês, e também na semana. Hoje as moedas EM (em sua maioria) perdem um pouco de valor frente à divisa americana.

 

Estamos perto da barreira dos R$ 4,00. Já tem alguns apostando que poderá rompê-la (o fluxo estimado de entrada é bem considerável), mas o Bacen já informou, a este respeito, que poderá comprar moeda se houver muita volatilidade....

 

Tenham Todos uma Ótima Quinta-Feira!

 

 

Ney Martini

 

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader

e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável

pelas operações de câmbio e derivativos

 

 

 

 

 

Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

Please reload

C O M P A R T I L H E !
VOCÊ GOSTOU DESTE POST ?
BLOG DO CÂMBIO RECOMENDA
Cobertura Global!
car rental_edited.png
booking_edited.png

Vai pegar a estrada? Alugue seu carro no portal Rentcars! Compare os preços em mais de 100 locadoras!

A melhor assistência no exterior!
Assine a Newsletter

Receba os principais posts do Blog em seu e-mail!

Anúncios Google

Ajude a manter o Blog do Câmbio gratuito. Conheça os anunciantes!

por Gustavo Candiota

Posts Em Destaque