Call de Mercado - 29 de Outubro

29/10/2019

Bom Dia,

 

O cenário continua sendo de otimismo e os investidores seguem tomando risco (Risk On). Há esperanças não só quanto à estabilização do crescimento econômico global, mas também em relação a um acordo em torno das negociações bilaterais entre EUA e China. E isso sem falar nos balanços corporativos, que em sua maioria estão apresentando resultados melhores do que o esperado.

 

E o que também está chamando a atenção dos investidores é a América Latina como um todo: alçada a um segundo plano em função de seu baixo crescimento econômico, as manifestações na região (Chile, Equador, Bolívia, Argentina) são acompanhadas de perto pois podem trazer novas ameaças a uma retomada econômica. Inclusive o Brasil, que acabou de aprovar a reforma da Previdência, é visto com cautela. Nas palavras de um gestor: “é um lugar difícil de se chegar a um consenso em torno das reformas necessárias”. Mas, por enquanto, parece que estamos blindados.

 

Ontem o dólar fechou abaixo dos R$ 4,00 (primeira vez em mais de dois meses), à R$ 3,993 depois de ter atingida um mínima de R$ 3,976. Entre a abertura e o fechamento a oscilação foi de -0,4%. E o Ibovespa renovou sem recorde, fechando aos 108.187 pontos (+0,77%). Cabe registrar que nos Estados Unidos o S&P também cravou um novo recorde.

 

 

 

Mas agora é hora de olhar pra frente, e a agenda segue carregada: amanhã teremos as decisões de política monetária por aqui e nos EUA, sem contar que estamos no final do mês. Quanto à Selic, a expectativa é por um corte de 50 pontos base, o que traria a nossa taxa para 5%aa (mas já tem gente apostando num corte maior, de até 75 pontos). Lá fora, espera-se uma queda de 25 pontos base na taxa do Fed. Como sempre afirmamos: mais importante que as decisões em si, são as declarações que vem depois: elas nos darão pistas sobre os novos movimentos dos juros, pois o que acabou de ser divulgado já estava precificado. Além disso, hoje sairão dados sobre o setor imobiliário e da confiança do consumidor nos EUA. Por aqui, será divulgado o índice de confiança da indústria. E não se esqueçam, sexta teremos o Payroll americano.

 

Neste momento os futuros de NY operam perto da estabilidade, sendo que na Ásia o dia foi misto: Tokyo fechou em alta (maior nível do ano), mas na China elas fecharam em baixa. Na Europa elas caem (ainda o Brexit). O destaque segue por conta das negociações comerciais entre as duas superpotências, com Trump assegurando que está tudo muito bem encaminhado...inclusive estudando suspender a cobrança de tarifas sobre USD 34 bilhões em produtos chineses prevista para expirar em 28 de dezembro.

 

Após as recente quedas, o dólar ganha tração frente a praticamente todas moedas EM (é dia de alta de dólar!!). O que pode contrabalançar este movimento por aqui é a expectativa quanto ao provável fluxo de entrada referente ao mega-leilão do pré-sal na semana que vem (dias 6 e 7).

 

Tenham Todos uma Ótima Terça-feira!

 

 

Ney Martini

 

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader

e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável

pelas operações de câmbio e derivativos

 

 

 

 

 

Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

 

Please reload

C O M P A R T I L H E !
VOCÊ GOSTOU DESTE POST ?
BLOG DO CÂMBIO RECOMENDA
Cobertura Global!
car rental_edited.png
booking_edited.png

Vai pegar a estrada? Alugue seu carro no portal Rentcars! Compare os preços em mais de 100 locadoras!

A melhor assistência no exterior!
Assine a Newsletter

Receba os principais posts do Blog em seu e-mail!

Anúncios Google

Ajude a manter o Blog do Câmbio gratuito. Conheça os anunciantes!

por Gustavo Candiota

Posts Em Destaque