Call de Mercado - 14 de Novembro

14/11/2019

Bom Dia,

 

Hoje é véspera de feriado e as notícias seguem as mesmas: guerra comercial e as manifestações pela América Latina. Segundo o manual de boas práticas, o dia deverá ser de cautela, com os investidores não assumindo posições de risco, pois não vão querer ficar expostos neste final de semana prolongado.

 

E para começar o dia, vamos olhar para a China: dados da produção industrial daquele país vieram abaixo do esperado (+4,7% ante expectativa de +5,2%) e as vendas ao varejo também (+7,2% ante previsão de +7,8%). Esses dados, aliado às expectativas quanto a um acordo comercial com os EUA levaram as bolsas da região a fecharem em baixa. E não só na região: Europa e futuros de NY também operam em baixa. O VIX (Índice do Medo) opera em alta de 2,46%, à 13,32 pontos (quanto maior, pior).

 

Ontem o dólar voltou a subir frente ao real e fechou em sua segunda maior marca histórica: R$ 4,187 (+0,48%) e está perto de uma importantíssima barreira psicológica, o R$ 4,20: “se não romper essa barreira, o dólar volta. Mas se a alta for mais robusta, teremos o acionamento de ordens automáticas de compras que poderão retroalimentar o movimento”, segundo um gestor. É o stop loss. Apenas lembrando, da última vez que chegamos perto deste patamar, o Bacen entrou fazendo um leilão extraordinário de venda de moeda no spot.

 

 

Em um discurso em Washington, o presidente do Fed, Jerome Powell disse que não vê muita necessidade de mais cortes na taxas de juros por lá, após a realização de três cortes entre julho e outubro: "Vemos que a posição atual da política monetária provavelmente permanecerá apropriada enquanto as informações recebidas sobre a economia permanecerem amplamente consistentes com nossas perspectivas de crescimento econômico moderado, um forte mercado de trabalho e inflação estável". E as apostas de mais um corte na taxa de juros estão bastante divididas (segundo o CME é 50/50).

 

Na Europa hoje saem os dados do 2T do PIB da região (est +0,2%). Nos EUA tem mais um discurso de Powell (12h) e de outros membros do Fed (Charles Evans, John Williams e Richard Clarida). Também por lá termos o PPI (inflação) e pedidos de auxílio-desemprego. Por aqui, devemos ficar de olho no IBC-Br (atividade econômica) e o IGP-10 (inflação). Às 16h o presidente Jair Bolsonaro recebe Vladimir Putin.

 

No mercado de moedas, o dólar não aponta numa direção única (sobe frente ao peso mexicano e à lira turca, e cai diante da rúpia indiana, do rublo e do rand sul-africano). Frente às outras moedas, o dólar cai.

 

Desejamos a Todos uma Ótima Quinta-feira e um Excelente Feriadão!

 

 

Ney Martini

 

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader

e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável

pelas operações de câmbio e derivativos

 

 

 

 

 

Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

Please reload

C O M P A R T I L H E !
VOCÊ GOSTOU DESTE POST ?
BLOG DO CÂMBIO RECOMENDA
Cobertura Global!
car rental_edited.png
booking_edited.png

Vai pegar a estrada? Alugue seu carro no portal Rentcars! Compare os preços em mais de 100 locadoras!

A melhor assistência no exterior!
Assine a Newsletter

Receba os principais posts do Blog em seu e-mail!

Anúncios Google

Ajude a manter o Blog do Câmbio gratuito. Conheça os anunciantes!