Call de Mercado - 19 de Novembro

19/11/2019

Bom Dia,

 

Chegamos lá! Ontem o dólar bateu o recorde e fechou em sua máxima histórica: R$ 4,206 (anterior era R$ 4,1952 do dia 13/09/2018).

 

E não tem nada de novo no ar, ou seja, não há um motivo específico para tal movimento. As notícias são as mesas: guerra comercial EUA x China, tensões geopolíticas na AL, em Hong Kong, desaceleração da economia global,... O fato é que, após a frustração com o leilão do pré-sal, não há perspectiva de fluxo cambial para o Brasil (e, diga-se de passagem, até outubro estamos tendo o pior fluxo cambial na série histórica do Bacen). Ontem a alta do dólar foi geral e foi mais um vez motivada por notícias vindas da China à cerca da descrença quanto às negociações comerciais com os Estados Unidos.

 

E este patamar do dólar faz o mercado ficar de olho no Banco Central. No entanto, segundo gestores: “não há disfuncionalidade, não há motivos para uma intervenção”. Falando nisso, ontem foram vendidos somente USD 200 milhões dos USD 600 milhões ofertados (daquela ração diária. E hoje tem mais o mesmo lote).  

 

 

Mas também temos o outro lado da moeda. Semana passada falamos aqui que o JP Morgan estava comprado em Brasil. Hoje, o Morgan Stanley, outro banco americano, acredita que no ano que vem o real irá se beneficiar da retomada da economia: “o país se destaca devido a uma base bastante atraente, excesso de prêmio no curto prazo e altas taxas de juro real na comparação com outros países da região”. Também o Citi aposta no Brasil para o médio prazo (com hedge em suas posições de curto prazo).

 

Hoje é véspera de feriado em SP e amanhã a liquidez será reduzida (teremos spot, mas não dólar futuro na B3). Na agenda teremos a prévia do IGP-M e os dados de desemprego do Pnad. Nos EUA saem dados de construção de moradias e teremos mais alguns discursos de membros do Fed. Nada relevante pra hoje, portanto.

 

E lá fora é dia de otimismo: as bolsas da Ásia fecharam pra cima, mesmo sinal visto nas europeias e nos futuros de NY. As moedas valorizam-se frente ao dólar, o que indica uma abertura em baixa por aqui. Mas cuidado: véspera de feriado, e o dólar operando nas máximas (uma fronteira muito perigosa)...

 

Bons Negócios!

 

 

Ney Martini

 

Formado em Adm. de Empresas pela UFRGS

35 anos de experiência em mercado Forex

Mais de 10 anos de atuação no Citibank como Treasury Trader

e outras passagens por grandes bancos e corretoras, responsável

pelas operações de câmbio e derivativos

 

 

 

 

 

Aviso: este texto foi integralmente transcrito de boletim interno para o Blog do Câmbio mediante autorização formal do Autor. A reprodução, total ou parcial, em outras páginas é terminantemente proibida.

Please reload

C O M P A R T I L H E !
VOCÊ GOSTOU DESTE POST ?
BLOG DO CÂMBIO RECOMENDA
Cobertura Global!
car rental_edited.png
booking_edited.png

Vai pegar a estrada? Alugue seu carro no portal Rentcars! Compare os preços em mais de 100 locadoras!

A melhor assistência no exterior!
Assine a Newsletter

Receba os principais posts do Blog em seu e-mail!

Anúncios Google

Ajude a manter o Blog do Câmbio gratuito. Conheça os anunciantes!

por Gustavo Candiota