top of page
  • Henrique Nadal

Como estudar em uma universidade americana? O que precisa?

Atualizado: 3 de abr.

Sempre achei muito bacana a ideia de ter uma experiência de estudo fora do país, por dois grandes motivos: vivência e currículo.


Na época de faculdade esse desejo não era tão forte, e acabei deixando passar. Porém, recentemente, incentivado por um amigo, resolvi ir atrás do assunto e fazer acontecer. Surpreendentemente foi mais fácil que eu imaginava, e resolvi dividir um pouco de como fiz, e como você pode fazer, pra viver duas semanas em uma universidade americana e vivenciar the full experience em termos de experiência no exterior.


Campus da Ohio University, Athens.

Primeiro, tive a sorte de receber de um amigo a indicação da LAIOB - Latin American Institute of Business. Eles são uma organização que intermedia a conexão entre pessoas que desejam realizar cursos de educação executiva fora do Brasil, e universidades nos EUA e Portugal. E o melhor: com a possibilidade de conseguir uma bolsa de estudos de 30%, 50%, 70% ou até 100% do valor do curso!


A opção escolhida por mim foi a do curso de Management (gestão) na Ohio University, em Athens, OH, Estados Unidos, mas você pode escolher entre diversos cursos de Marketing, Inovação, Gestão de Projetos, Lideranças, entre outros, em universidades de Miami, Akron, Ohio e Lisboa.



Posso morar nos dormitórios de uma universidade americana?


O mais legal desse curso, para mim, além do currículo, foi a possibilidade de morar na universidade por duas semanas, nos dormitórios que os estudantes dormem durante o ano, tomando café da manhã e almoçando no refeitório, convivendo com funcionários e estudantes que trabalham, como voluntários, durante as férias de verão do hemisfério norte (algo bem comum nos EUA) e com a comunidade local.


OBS 1: A cidade de Athens é totalmente universitária. Interiorana, tem uma população pequena (~30k habitantes), sendo 25 mil estudantes, e um campus de primeiríssimo nível, que causa inveja a qualquer instituição brasileira.


OBS 2: A grata surpresa foi saber depois que, além da experiência e do currículo, os professores, e as aulas, eram excelentes.



Aplicando para uma vaga de curso de extensão nos EUA


Depois de decidir, apliquei para a vaga, escolhendo para quais bolsas gostaria de concorrer (você pode aplicar para todas elas, de 30 a 100%). Eu apliquei para todas elas -- caso, por exemplo, você só tenha interesse de ir com 100% de isenção no curso, você pode aplicar apenas para a bolsa de 100%.



Como me inscrever para um curso? O que preciso preencher?


O terceiro passo foi fazer uma inscrição DETALHADA, no Application Form, em inglês. Esse é o momento em que você preenche a inscrição, com detalhes sobre você, sua vida, sua carreira e motivadores para a realização do curso. Empenhe-se, pois é o que será decisivo para você seguir em frente no processo ou não.


Se aprovado, você passa para a segunda etapa. PS: fique atento, pois o retorno é por e-mail! Segundo eles próprios, os critérios para aprovação são sua experiência profissional, background acadêmico, desempenho na entrevista, resposta das perguntas motivacionais, experiências de vida e nível de inglês.


OBS 3: não ache que por não ter ainda uma grande carreira ou um nível de inglês muito bom você será excluído do processo. Quando eu fiz o curso, haviam pessoas com inglês básico, assim como pessoas super jovens, sem uma grande carreira ainda trilhada. Por isso, capriche no Application Form, e seja franco(a). Importante: não são avaliados quesitos socioeconômicos.




Como funciona a entrevista para a vaga do curso?


A segunda etapa é uma entrevista, por telefone, que você precisa agendar depois do retorno por e-mail. Eles te farão algumas perguntas chave sobre experiência e carreira, mas principalmente, sobre suas motivações de fazer o curso e sobre como entende que lhe será benéfico. Além disso, provavelmente o entrevistador pedirá para que você responda um par de perguntas em inglês, a fim de ter certeza que você conseguirá acompanhar as aulas e aproveitar o conteúdo que será exposto.


Finalizada a segunda etapa, basta aguardar. Eles vão lhe avisar o resultado da aplicação, se você foi aprovado, e se ganhou uma bolsa (e qual o percentual dela).


Caso tenha sido aprovado, é hora de fazer a matrícula. E comemorar! O time da LAIOB apoia em todo o processo. Esse foi um ponto bem positivo. São bastante prestativos e disponíveis pra ajudar, tanto antes quanto durante o curso.


Feita a matrícula, tudo pronto. É hora de se preparar para sua experiência de viver durante duas semanas o verdadeiro SONHO AMERICANO, fazer conexões importantes e viver momentos inesquecíveis.



Mas quanto custa estudar em uma universidade americana?


Claro que, para isso, é necessário planejar os custos dessa viagem, certo? Passagens aéreas, alimentação, deslocamento, compras (quem não quer fazer umas comprinhas?) e entretenimento... Muita coisa? Não se preocupe. No próximo post vou falar um pouco de quanto custa viver duas semanas em uma universidade americana, contando com todas as despesas.


Conta aqui nos comentários o que mais você quer saber?!




Henrique de Nadal é Administrador de Empresas e Especialista em Finanças, Investimentos e Banking pela PUCRS, diretor da Dock Tech e Partner da Câmbio Inteligente.




A Câmbio Inteligente recomenda




Obrigado por visitar o Blog do Câmbio.


Posts recentes

Ver tudo

1 Comment


Guest
Nov 09, 2023

Grande! Obrigado por compartilhar

Like
Inscreva-se no Canal YouTube da Câmbio Inteligente
bottom of page